A pouco mais de um mês para as eleições presidenciais do Botafogo, o clima eleitoral toma conta do clube. Atual presidente e candidato à vice-presidência, Carlos Eduardo Pereira, criticou a chapa adversária nesta quarta-feira (03), durante um evento com patrocinadores em General Severiano. Otimista com um resultado positivo nas urnas, CEP rebateu a maneira com que os rivais se posicionaram, como chapa alternativa, e cobrou propostas.

“Nós não tivemos nenhum problema de continuidade. Eu acho que o trabalho que a gente projetou é um trabalho de longo prazo. Nós estamos tocando na certeza que o quadro social do Botafogo está satisfeito. Todas as pesquisas que nós temos é de uma boa vitória do Nelson. E mesmo que haja alguma surpresa, o que eu não acredito, até pela forma envergonhada que nossos adversários se lançaram. Você não se coloca nem como opositor, se coloca como um alternativo. Alternativo a que? Você tem que ter propostas, tem que indicar mudanças. Isso não foi indicado em momento nenhum. Eu acho que é mais uma tentativa de conseguir as 14 cadeiras que oposição teria direito, mas eu duvido que eles consigam. Acho que a vitória do Nelson vai ser consagrada”, disse.

O presidente indicado pela chapa de situação é Nelson Mufarrej, atual VP Geral que vem ao lado de Carlos Eduardo Pereira mais uma vez. Do outro lado estão Marcelo Guimarães e Mauro Sodré, como candidatos à presidência e vice-presidência, respectivamente. O lançamento da chapa preta e branca, de oposição/alternativa, acontece nesta quinta-feira (05), em Copacabana.

As eleições estão marcadas para o dia 25 de novembro, um sábado, em General Severiano, das 9h às 21h (de Brasília). Poderão participar da votação quem estiver adimplente e tenha entrado no quadro social do Botafogo até novembro de 2016. Os vencedores comandarão o clube até novembro de 2020.

Fonte: Esporte Interativo