Quem estava presente na sala de imprensa do Botafogo esperava a presença do técnico Ricardo Gomes após o último treino de 2015, realizado na manhã desta sexta-feira. Porém, o treinador, em agradecimento, cedeu lugar ao auxiliar técnico Jair Ventura, que aproveitou para fazer uma análise do ano todo do Alvinegro.

“Foi um ano delicado, de transição de gestão, que se falava muito da parte financeira. Acho que tem de parabenizar o presidente e todos da diretoria. Veio o Lopes, depois o René, no início. Fomos buscando os jogadores. Foram mais de 200 jogadores analisados. Ficamos trabalhando no Reveillon para conseguir montar esse elenco. E deu tudo certo”, afirmou.

Após fazer o balanço do Glorioso em 2015, Jair falou um pouco sobre o trabalho dele: “Muitos falam que eu deveria ter ficado como treinador. Mas tudo tem sua hora. Eu fui interino a primeira vez em 2010. Interino sempre pega momento delicado, se não fosse, o treinador não teria saído. Deu tudo certo, graças a Deus. Deixamos o time na primeira colocação para o Ricardo”.

Campeão da Série B, o Botafogo vem com moral em 2016. Apesar do desempenho do time, o auxiliar técnico prefere manter cautela, já que o clube conta com as idas e vindas dos jogadores.

“Tem que pensar no ano todo. Nosso time no Carioca deste ano para o Brasileiro mudou bastante. Muito difícil você começar uma equipe no ano e terminar com a mesma. Vamos pensar primeiro Carioca, depois Copa do Brasil, depois o Brasileiro…”, finalizou.

Fonte: O Dia Online