Em busca da glória após drama, Dankler é ‘astro’ de filme

Compartilhe:

Quase um ano longe dos gramados, em um drama vivido no Vitória por questões contratuais, Dankler foi apresentado nesta quinta-feira pelo Botafogo. Aos 21 anos, o zagueiro busca a volta por cima em uma história digna de cinema, e que de fato está sendo preparada para passar nas telonas (e também na TV). O defensor é um dos protagonistas da produção alemã “Mata Mata”, que conta a história de jovens brasileiros que sonham em vingar no futebol. E tem sido seguido bem de perto desde 2011.

Há dois anos, quando a produtora alemã F24Film estabeleceu o roteiro e foi atrás de personagens interessantes, logo achou Dankler. O zagueiro atuava pelo Vitória em um torneio de juniores na Alemanha e na mesma hora chamou atenção da roteirista brasileira Cleo Comino, que projetou o jovem como um potencial sucesso de bilheteria nos estádios e nas salas de exibição.

– O que encantou no Dankler era o jeito como ele jogava. No Brasil, muitos meninos jogam bola e a maioria para no meio do caminho, mas na época já era possível ver no Dankler que certamente ele iria dar certo – comentou Cleo.

Cerca de outras dez promessas, de variados clubes brasileiros, também foram escolhidas pela produtora. E todas têm sido acompanhadas em filmagens até hoje. Porém, a história de Dankler emociona de forma especial. A equipe alemã veio para o Brasil e presenciou todo o período de dificuldades do atleta.

– Nos chamou atenção a cabeça boa que ele tem. Dankler seguiu treinando mesmo sem jogar. Tem força de vontade, e isso nos levou a continuar filmando com ele – disse Cleo, na expectativa pelo lançamento do filme, em maio de 2014, e pelos próximos passos de Dankler:

– Hoje (ontem) viemos filmar a apresentação. Espero voltar logo para gravar a parte no qual ele ganha a vaga de titular. Ele merece.

DOCUMENTÁRIO FAZ ABORDAGEM INÉDITA

“Mata Mata” é um documentário de 90 minutos, produzido de forma inovadora, segundo a roteirista Cleo Comino.

– Moro em Munique (ALE) e trabalho em uma produtora que faz filmes sobre esportes. Há dois anos, pensei: ‘Preciso fazer algo com o meu país, o país da Copa do Mundo.’ Fiz uma pesquisa na época e vi que não existem filmes que tenham acompanhado jogadores vindo da base para o profissional. Existem matérias de TV sobre o assunto, mas nenhum filme. Então decidi tocar esse desafio – disse Cleo Comino, que atualmente vive entre idas e vindas da Alemanha para as filmagens com jogadores no Brasil.

O único jogador que “surgiu” para a produção já formado, sem passar por gravações na base, foi o zagueiro Dante. Quando o defensor do Bayern Munique começou a gravar para o documentário, ele ainda buscava um maior espaço no clube e sonhava com a Seleção, onde já chegou.

Fonte: Lancenet!

Comentários