O Botafogo terá um complicado compromisso no próximo sábado, quando vai enfrentar o Santa Cruz às 16h30, no Estádio Arruda, em Recife, pela 17ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. Isso porque, motivada pela estreia do atacante Grafite, a torcida do clube pernambucano vai comparecer em grande número. Mais de trinta mil ingressos já tinham sido vendidos até a noite de quarta-feira e a expectativa é de cinquenta mil torcedores no estádio. O fato vem sendo encarado com naturalidade pelos jogadores botafoguenses, embora eles esperem muitas dificuldades.

“Será uma pressão muito grande pois o Arruda costuma jogar junto com o Santa Cruz e precisamos estar preparados para lidarmos com esse tipo de situação. A torcida lá é apaixonada e aparece sempre em bom número. Não chega a surpreender a procura por ingressos e estamos cientes do que nos espera neste compromisso. Porém o Botafogo conta com um elenco que tem condições de dar uma boa resposta dentro de campo. Também precisamos muito desse resultado para voltarmos para uma situação confortável na tabela de classificação e vamos lutar muito pelo resultado”, disse o lateral-esquerdo Carleto.

O goleiro Jefferson pensa de maneira parecida:

“Já sabemos que a pressão vai ser muito grande e que o Santa Cruz vai ser empurrado pela torcida para tentar decidir o jogo logo nos primeiros minutos. Porém, o elenco do Botafogo conta com jogadores experientes e em condições de fazerem uma grande partida. Nós vamos encontrar dificuldades porque o Santa Cruz conta com uma torcida apaixonada, é um bom time e formou um grupo qualificado para esta Série B. Está procurando se encostar-se ao pelotão de frente. Mas vamos trabalhar no sentido de conseguir não ter problemas maiores dentro de campo por conta dessa pressão”, afirmou.

O meia Diego Jardel entende que o Botafogo vai precisar encontrar uma maneira de tirar proveito da situação:

“A torcida do Santa Cruz com toda a certeza vai apoiar desde o começo do jogo para empurrar o time para o ataque. O Botafogo vai precisar suportar essa pressão. Porém temos que procurar usar o tempo como aliado, pois eles demorando a fazer o gol ou sofrendo um gol do Botafogo a torcida pode acabar ficando nervosa e isso atrapalhar o desempenho do time deles. Já estamos acostumados com a pressão no futebol e prontos para esse complicado jogo”.

Dentro de campo o Botafogo treina na manhã desta sexta-feira e depois a delegação embarca para Recife. Em termos de escalação o técnico Ricardo Gomes deve promover mudanças. Recuperado de lesão na coxa esquerda, o lateral-direito Luis Ricardo vai ocupar a vaga de Diego, enquanto o atacante Neilton pode entrar no posto de Sassá.

O esboço do time do novo treinador teria: Jefferson, Luis Ricardo, Renan Fonseca, Diego Giaretta e Carleto; Diérson, Willian Arão, Octávio e Diego Jardel; Neilton e Luís Henrique. Com 30 pontos, o Botafogo é o vice-líder da Série B.

Fonte: ESPN.com.br