Com os quatro grandes classificados para as semifinais, o protagonista não é um grande craque ou um esquadrão. A criticada arbitragem, mais uma vez, é assunto importante em questão. A Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (Ferj), definiu em sorteio nesta quinta-feira os árbitros das duas partidas. Além de repetir os mesmos trios que atuaram nestes jogos na primeira fase, a decisão também traz polêmicas.

Se no Flamengo x Vasco, João Batista de Arruda, que apitou a partida no primeiro turno, foi sorteado para apitar o primeiro jogo, a partida entre Fluminense x Botafogo, será apitada por Leonardo Garcia, que além de atuar no Clássico Vovô da primeira fase, marcou três pênaltis duvidosos para o Vasco contra o Friburguense.

O primeiro Clássico dos Milhões do Estadual foi marcado pelo temporal que assolou o Rio de Janeiro e paralisou a partida no Maracanã por 50 minutos. Após acerto na interurpção e reiniciação no confronto, o árbitro acertou também marcando pênalti de Guiñazú sobre Marcelo Cirino e expulsando dois jogadores de cada lado após confusão no fim do jogo (Guiñazu e Bernardo, do Vasco, e Paulinho e Anderson Pico, do Flamengo)

Já a outra semifinal traz Leonardo Garcia Cavaleiro, que também apitou o Clássico Vovô do primeiro turno. Apesar da boa atuação, o árbitro ficou marcado pela péssima atuação no jogo entre Friburguense e Vasco. Como se não bastassem os três pênaltis polêmicos marcados à favor do Cruz-Maltino, Cavaleiro também errou ao assinalar gol de Jorge Luiz, do Friburguense, em posição irregular. Na vitória do Fluminense sobre o Botafogo, por  3 a 1, os alvinegros reclamaram de matada com a mão de Fred no terceiro gol.

Fonte: ESPN.com,br