O atacante Neílton já entrou em férias nesta semana. Por estar suspenso pelo terceiro cartão amarelo, não jogará contra o Grêmio na última rodada do Campeonato Brasileiro e foi liberado pela diretoria do Botafogo, que ainda aguarda o desfecho pelas negociações envolvendo a permanência do jogador no clube.

Cedido ao Fogão pelo Cruzeiro, o jogador deve ser utilizado pela Raposa no próximo ano, a pedido de Mano Menezes. O Glorioso tenta negociar para que o atacante fique, mas os altores valores envolvidos fazem com que o alvinegro se mantenha cauteloso quanto a um acerto.

O empresário do atleta, Hamilton Bernard, confirmou que a intenção de Neílton é a de ficar no Botafogo, mas admitiu que existem propostas pelo atacante de outros clubes brasileiros, mas que estas só seriam ouvidas se o time de General Severiano desistir de negociar com o Cruzeiro.

“O Neílton gosta muito do Botafogo. Ano passado, teve proposta para ganhar 50 mil, 60 mil a mais e preferiu ficar. Atualmente, temos três grandes clubes do Brasil interessados em conversar com ele. O Cruzeiro quer muito que ele volte, o Mano gosta muito dele e já nos ligou várias vezes. Mas ele não aceita conversar com esses clubes porque ele quer ouvir antes a palavra final do Botafogo. Se o Botafogo falar ‘não’ é que ele vai querer conversar com outras equipes”, afirmou Benard segundo o Globoesporte.com

Antes de entrar em férias, o jogador e seu agente conversaram com Antônio Lopes, gerente de futebol do Fogão, sobre o assunto mas ainda não há uma definição clara nas negociações para manter o atacante na equipe.

Fonte: Torcedores.com e Globoesporte.com