O Botafogo acertou nesta quinta-feira (6) a contratação do atacante Victor Rangel, 28 anos, que estava no CRB. O negócio entre as partes já estava finalizado, mas o anúncio dependia da troca de documentos entre os clubes. Com tudo resolvido, foi firmado o contrato até o fim do Campeonato Carioca de 2020.

A chegada de Victor Rangel faz parte de uma busca por reforços que não exija um esforço financeiro do Botafogo. O jogador, inclusive, já se apresentou à equipe alvinegra na última semana, quando também realizou sua primeira atividade sob o comando do técnico Eduardo Barroca.

A negociação tem um significado de recomeço para Victor Rangel. Revelado pelo Aracruz, do Espírito Santo, o atacante alterou bons e maus momentos ao longo da carreira, o que fez com que não se firmasse em clubes tradicionais como América-MG, Bahia, Ceará, Grêmio e Ponte Preta.

Centroavante de origem, Victor Rangel chega para ser o reserva imediato de Diego Souza, já que Eduardo Barroca emprestou recentemente Kieza para o Fortaleza. Como vinha treinando normalmente no Botafogo, ele pode estrear diante do CSA, este domingo, no Estádio Rei Pelé, em Alagoas, pela oitava rodada do Campeonato Brasileiro.
Carreira com poucos gols

Victor Rangel chegou ao Botafogo cercado de expectativas por ter se destacado pelo CRB no Campeonato Alagoano. No entanto, o atacante nunca foi um goleador nato. Ao longo da carreira, o atleta disputou 211 jogos, marcou 24 gols e em apenas uma temporada das nove como profissional, Victor Rangel fez 10 ou mais gols. A melhor delas, atuando pelo Guarani, fez 11 gols no Campeonato Catarinense de 2011.

É preciso também levar em consideração o nível dos clubes que defendeu nos últimos anos. Mesmo não fazendo tantos gols, Victor Rangel atuou por grande parte da sua trajetória no futebol por equipes de menor expressão no cenário nacional: Aracruz-ES, Espírito Santo-ES, Vitória-ES, Marcílio Dias-SC, Madureira-RJ, Cachoeiro-ES, Desportiva-ES, Guranai-SC, além do Cafetaleros de Tapachula, do México.

Fonte: Esporte 24hs