Usamos cookies para anúncios e para melhorar sua experiência. Ao continuar no site você concorda com a Política de Privacidade.

Botafogo fechou 2020 devendo mais de R$ 3 milhões em direitos de imagem; Cícero tem R$ 1,8 milhões a receber

45 comentários

Por FogãoNET

Compartilhe

Cícero - Botafogo
Vitor Silva/Botafogo

O Botafogo fechou o ano de 2020 devendo cerca de R$ 3,2 milhões em direitos de imagem a jogadores e ao técnico Zé Ricardo. A grande maioria dos atletas não está mais no clube. É o que mostra o balanço divulgado nesta sexta-feira.

O maior valor devido é para o volante Cícero, que deixou o Botafogo ao término do Campeonato Brasileiro. Segundo o balanço, o Botafogo deve R$ 1,843 milhão à “CICE10 Empreendimentos Ltda”, empresa do volante.

Outras altas cifras são referentes ao atacante Kieza (R$ 383 mil), ao técnico Zé Ricardo (R$ 208 mil), ao atacante Victor Rangel (R$ 245 mil) e aos volantes João Paulo (R$ 208 mil) e Fernandes (R$ 120 mil).

Além deles, tem valores a receber do clube referentes a direitos de imagem o volante Jean, o goleiro Diego Cavalieri, o lateral-direito Barrandeguy e o atacante Iván Angulo – mas as cifras são bem menores. Confira abaixo a lista:

Fonte: Redação FogãoNET

Notícias relacionadas
Comentários