Ex-auxiliar do Botafogo se diz triste com queda, mas lembra: ‘Trabalho interrompido com 6 jogos’

27 comentários

Por FogãoNET

Compartilhe

Bruno Lazaroni e Fábio Lefundes em Botafogo x Palmeiras | Campeonato Brasileiro 2020
Reprodução/Premiere

Rebaixado para a segunda divisão, o Botafogo terá a chance de recomeçar e tentar retornar à elite do futebol brasileiro em 2022. Com cinco treinadores durante a temporada, o Alvinegro teve a queda decretada na última sexta-feira, após derrota por 1 a 0 para o Sport, no Estádio Nilton Santos.

Fábio Lefundes, auxiliar na comissão técnica de Bruno Lazaroni, um dos comandantes do Botafogo durante a temporada, lamentou a queda. O profissional, que saiu do futebol asiático para chegar ao Alvinegro, escreveu, por meio de uma rede social, que ficou chateado com a queda.

Por outro lado, o profissional fez questão de lembrar que a comissão técnica foi desligada do clube com apenas seis jogos à frente do comando do elenco. Bruno Lazaroni – e, consequentemente, Lefundes – foi demitido após a derrota para o Cuiabá, pela Copa do Brasil. Críticas feitas por Carlos Augusto Montenegro também não foram bem vistas pelo comandante.

Confira a mensagem de Fábio Lefundes:

“Lamento profundamente o rebaixamento do Botafogo de Futebol e Regatas, pois tenho um enorme respeito pela instituição e pelos seus torcedores.

Fica a tristeza por não ter conseguido ajudar mais durante o período em que lá estivemos. É preciso lembrar, no entanto, que o trabalho foi interrompido de maneira precoce com apenas 6 jogos pela diretoria, mas fora da zona de rebaixamento.

Estarei na torcida para que os novos gestores eleitos consigam recolocar o clube numa trajetória de glórias e conquistas e não deixem esse gigante do futebol brasileiro perder o protagonismo de outras épocas.”

Fonte: Terra

Notícias relacionadas