Clube de futebol mais popular dos Estados Unidos, o Seattle Sounders finalmente conquistou seu primeiro título na Major League Soccer, a MLS. A taça veio na noite de sábado, quando a equipe venceu o Toronto FC, nos pênaltis, na casa do rival, no Canadá, após empate por 0 a 0 no tempo normal.

Desde 2009, quando foi criado, todo ano é do Sounders a melhor média de público da MLS, superior a 40 mil pessoas por jogo nos últimos cinco anos. Como comparação, o Palmeiras teve média de 32 mil pagantes durante o Brasileirão 2016. O Corinthians, de 28 mil.

Só faltava um título da MLS na história do Sounders, o que finalmente veio neste sábado, diante do favorito Toronto FC, que jogava em casa e também queria uma conquista inédita. Tanto no tempo normal quanto na prorrogação o empate em 0 a 0 persistiu.

A decisão, então, foi para os pênaltis. Altidore fez o dele, mas Michael Bradley, astro da seleção dos EUA, desperdiçou. O italiano Giovinco, autor de 17 gols durante a temporada e maior nome do futebol nos EUA na atualidade, saiu durante a prorrogação e não ajudou o Toronto nos pênaltis.

O panamenho Torres fez o gol do título, coroando um time latino, que teve ainda um uruguaio, um paraguaio, um cubano, um trinitino e um jamaicano entre os titulares. O astro da campanha, porém, foi Nicolas Lodeiro, ex-Corinthians e Botafogo, camisa 10 da equipe de Seattle e autor de oito gols.

Apesar de sempre chegar aos playoff, o Seattle nunca havia alcançado a final da MLS desde que foi criado, em 2009. O time, porém, ganhou quatro vezes a US Open Cup, em 2009, 2010, 2011 e 2014.

Fonte: Superesportes