Em fase delicada no Campeonato Brasileiro, o Botafogo terá mais uma dura missão pela frente ao encarar o Grêmio, em Caxias do Sul. Edílson, que já passou pelo rival desta quarta-feira, exalta a força do Tricolor, principalmente em seus domínios. Mesmo com a atual situação, o lateral direito diz que o Alvinegro não deve ser abater com os resultados negativos.

“O sentimento que ficou foi de que a gente poderia ter vencido o Goiás. Quando levamos o gol, meio que desmoronou nosso planejamento, isso não pode mais acontecer. Conversamos, nos cobramos. Mesmo levando o gol, não devemos baixar a cabeça. Acho que no jogo contra o Goiás, a gente tinha a certeza de que poderia vencer. Mas isso é passado, é importante aprender com os erros. Contra o Grêmio será um jogo diferente, temos de estar 100% ligados fazer o melhor e sair com o resultado positivo”, disse o lateral direito do Botafogo.

Após ser derrotado pelo Goiás por 2 a 0, em Juiz de Fora, o Botafogo terá que mudar sua postura para não voltar do Rio Grande do Sul com nova derrota. Edílson até citou o Fluminense, que dominou o adversário, mas viu o Grêmio vencer por 1 a 0, em Porto Alegre. Segundo o jogador, o Alvinegro tem condições de surpreender o rival.

“Jogar contra eles lá é sempre muito complicado, Eles sempre priorizam a raça, entrega… Estive lá por três anos, sei muito bem disso. Como foi contra o Fluminense (no último domingo), que teve controle total no jogo, mas o Grêmio foi organizado, frio e soube suportar bem atrás. Precisamos do resultado positivo, vamos em busca disso, mas respeitando o Grêmio”, afirmou Edílson.

Botafogo e Grêmio se enfrentam nesta quarta-feira, às 22h, no estádio Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul. O Alvinegro soma apenas quatro pontos no Campeonato Brasileiro, após cinco jogos disputados.

Fonte: UOL