Após o vexame de terminar o Campeonato Carioca em 9º lugar, pior posição do Botafogo na história da competição, o técnico Eduardo Hungaro voltou a pedir a contratação de reforços. E desta vez a diretoria atendeu. Além de Deivid, que pode acertar ainda nesta segunda-feira com o clube, o Alvinegro está perto de anunciar Fabrício Carvalho, da Cabofriense.

“Está muito bem adiantado, só não fiz os exames médicos por causa dos jogos, mas devo fazer logo. É mais uma coisa que Deus me reservou”, disse Fabrício.

A chegada do atacante agradou a Hungaro.

“Tenho dito que o Botafogo precisa se reforçar na frente e que a diretoria está se movimentando nesse sentido. É evidente que precisamos de reforços, principalmente no setor ofensivo”, afirmou o técnico, que pagou um preço alto no Estadual ao priorizar a disputa da Copa Libertadores da América — competição que o clube não participava desde 1996.

Ao apostar na escalação de vários reservas no Estadual, o Botafogo decepcionou. Em 15 jogos, venceu apenas quatro, empatou cinco e perdeu seis — aproveitamento de 37,8% dos pontos disputados. Muito pouco para a tradição do clube.

“Foi um campeonato para esquecer. Não queríamos esse resultado no Estadual. Estamos todos chateados, porque nossa campanha não tem nada a ver com a tradição do Botafogo. É uma situação que temos que encarar de frente”, afirmou o técnico.

Fonte: O Dia Online