A diretoria do Vasco já decidiu que o time em 2020 terá um outro fornecedor de material esportivo.

E a nova marca é uma velha conhecida dos vascaínos: a italiana Kappa, grife que vestiu os vascaínos entre 1995 e 2000, fase mais gloriosa dos últimos anos.

Com ela o clube conquistou os títulos do Brasileiro de 1997 e 2000, o Estadual e a Libertadores de 98, o Rio São Paulo de 99 e a Mercosul, também de 2000.

As conversas estão adiantadas, mas só serão oficializadas após o distrato com a Diadora.

Loja do FogãoNET por Estilo Piti | O Site oficial do torcedor do Botafogo | Cupom de 10% de desconto

Como informei em outro post, o contrato em vigor prevê redução da multa rescisória no último ano de vigência.

E o Vasco irá aguardar a virada do ano para negociar o distrato e firmar com seu novo-antigo fornecedor.

Marca que, no Brasil, já veste Botafogo, Vitória, e Botafogo-SP.

No exterior, Racing (ARG), Vélez Sarsfield (ARG), Leeds (ING), Aston Villa (ING), Brescia (ITA) e Napoli (ITA).

A grife italiana, que luta para se consolidar como a terceira maior do segmento, atrás de Adidas e Nike, é representada no Brasil pela SPR.

Até a década passada, o principal segmento, dessa empresa, era a gestão de franquias esportivas de grandes clubes.

Clientes como Corinthians, São Paulo, Internacional, Cruzeiro, Botafogo e o próprio Vasco.

Mas, no fim de 2012, o grupo investiu na montagem de um parque industrial de 4,5 mil metros quadrados em Extrema, no interior de Minas.

E em seguida fechou a representação da marca italiana no Brasil em 2013, com contrato até 2022.

O desejo de retormar a parceria com os vascaínos vem desde o início da nova gestão.

Lembrando que o contrato com a Diadora foi assinado pelo ex-presidente Eurico Miranda, já falecido, no final de 2017, ao término de seu último mandato.

Fonte: Blog do Gilmar Ferreira - Extra Online