O Botafogo vive uma das semanas mais importantes na temporada. Nesta quinta-feira (6), o Alvinegro encara o Nacional, no Uruguai, às 21h45 (de Brasília), pelo jogo de ida das oitavas de final da Libertadores. Fora de campo, o Botafogo vai contar um reforço na torcida: Montillo, que pendurou as chuteiras na última semana.

Na véspera do jogo do Botafogo diante do Nacional, Montillo recebeu a equipe do Esporte Interativo em sua casa. O ex-meia embarca nesta quinta-feira para a Argentina para passar férias com a família antes de retornar ao Brasil, no dia 29 de julho. Da terra natal, vai acompanhar a decisão do Alvinegro no Uruguai.

Detalhe: Ao entrar na sala da casa de Montillo, a reportagem do Esporte Interativo deu de cara com o plano de fundo do computador do argentino. A foto é do ex-meia nos tempos de Seleção, abraçando o craque Messi. Veja a imagem abaixo.

Foto

Sincero como sempre, Montillo falou sobre o desafio do Botafogo para superar o Nacional, revelou que não enviou mensagem ao técnico Jair Ventura para evitar ser “pé frio” e disse sobre o fato do Alvinegro decidir a classificação às quartas em casa.

Você viaja amanhã (nesta quinta) para a Argentina. Vai dar um jeito de torcer pelo Botafogo da Argentina?

Sempre na torcida e assistindo aos últimos jogos. Tenho muitos amigos lá dentro e quero o melhor para o Botafogo. Me sinto parte do grupo ainda. Estou torcendo para o Botafogo fazer um bom jogo. Estou confiante que o time vai fazer um jogo muito bom. Promessa de um bom jogo.

Você mantém contato com os jogadores e com o técnico Jair Ventura. Vai ligar para mandar mensagem de apoio antes do jogo do Botafogo diante do Nacional?

Não. Eles sabem que têm o meu apoio. Eu falei com ele (Jair Ventura) e continuo falando pelo telefone. Não gosto disso aí (risos). Se o time não conseguir um bom resultado eu posso virar um pé frio. Prefiro torcer por aqui. Eu nunca mandei uma mensagem e acho que mandar em uma hora dessa creio que não pode ser bom. Eles sabem que têm o meu apoio. No jogo de volta acho que estarei presente para torcer e apoiar.

Ao contrário do que aconteceu na pré-Libertadores, o Botafogo vai decidir a classificação em casa. Acha que isso pode ser um fator contra?

Difícil falar. É diferente. A gente sempre que decidiu fora de casa, ganhou. Dessa vez, espero que não seja diferente. Às vezes você se sente pressionado… Tomara que eles saibam tirar proveito de jogar o segundo jogo em casa.

Fonte: Esporte Interativo