Usamos cookies para anúncios e para melhorar sua experiência. Ao continuar no site você concorda com a Política de Privacidade.

Jogos

Copa do Brasil

14/04/21 às 21:30 - Frasqueirão

Escudo ABC
ABC

X

Escudo Botafogo
BOT

Campeonato Carioca

10/04/21 às 21:05 - Raulino de Oliveira

Escudo Volta Redonda
VRE

2

X

2

Escudo Botafogo
BOT

Campeonato Carioca

04/04/21 às 17:00 - Giulite Coutinho

Escudo Botafogo
BOT

1

X

1

Escudo Portuguesa
POR

Freeland pede tempo para ‘plano de ação’ e definições no futebol do Botafogo

comentários

Compartilhe

Durcesio Mello, Eduardo Freeland e Vinicius Assumpção - Botafogo
Vitor Silva/Botafogo

Paciência, cuidado e análise. Diante de um cenário de crise, o Botafogo não tem chances para assumir erros. Por isto, Eduardo Freeland, novo diretor de futebol do Alvinegro, pediu um prazo de alguns dias para analisar a estrutura do clube de General Severiano e apresentar um plano de ação antes de fazer qualquer decisão sobre o futuro do Glorioso. O pedido foi aceito por Durcesio Mello, presidente, e Vinícius Assumpção, vice.

Em uma das primeiras conversas que teve com os mandatários, Freeland pediu alguns dias para analisar a estrutura do futebol do Glorioso para, só assim, realizar qualquer decisão que possa impactar o futuro que envolva as quatro linhas do clube de General Severiano.

Tais possíveis mudanças, portanto, não estão descartadas antes do término do Campeonato Brasileiro – o que não quer dizer também que vão acontecer neste prazo. Internamente, existe o entendimento que algo precisa mudar, mas tudo vai depender da análise de Eduardo Freeland, que fará um plano de ação e apresentará a Durcesio e Vinícius, apontando áreas e possíveis mexidas nas funções do Alvinegro.

O plano de ação passará pelo futuro de Eduardo Barroca e Túlio Lustosa, duas pessoas totalmente envolvidas com o futebol do Botafogo. Freeland está fazendo uma análise sobre resultados, importância interna e desempenho para apresentar um diagnóstico a Vinícius e Durcesio.

O presidente e o vice são os “donos da caneta” e tomam todas as decisões finais, mas confiarão no plano de ação de Eduardo Freeland. Os dois acreditam na análise do novo diretor de futebol inteiramente e a tendência é que seja feito aquilo que o dirigente encarar como correto, dando total liberdade a ele.

A permanência na primeira divisão é uma pauta considerada difícil no Botafogo, que já quer planejar a próxima temporada. Pelo calendário apertado, os dirigentes querem resolver tudo que envolve o futebol o mais rápido possível.

Fonte: Terra

Comentários