Com os 22 anos recém-completados, Marcinho não escondeu a sua satisfação com o ótimo momento em que vive no Botafogo. Líder de assistências do clube no ano, com seis passes, o lateral-direito foi campeão carioca e, desde o início da Era Alberto Valentim (fevereiro), sempre foi titular com o técnico.

Em entrevista coletiva realizada na última quinta, Marcinho admitiu que o conquistado em 2018 “passou das expectativas” pessoais. E mais: focado, sublinhou a ambição por mais um caneco este ano.

– De curto prazo, acho que já passei das minhas expectativas, meu primeiro título, estar jogando. Estou vivendo o momento, quero me destacar, poder dar mais assistências, fazer gols, ajudar mais o Botafogo e chegar a, quem sabe, mais um mais um título no ano – disse o defensor.

Marcinho também respondeu acerca de seus tios famosos, os técnicos Oswaldo de Oliveira (no Urawa Red Diamonds) e Waldemar Lemos. A joia do Glorioso citou a importância da dupla na sua formação profissional.

– Hoje, não conversamos com muita frequência (com o tio Oswaldo de Oliveira). Converso mais com o Waldemar ultimamente, ele não está empregado no momento, e sempre que os dois podem me dão toques. É importante essa relação – frisou Marcinho, que também projetou o próximo desafio:

– A gente não colocou meta nenhuma, nem de pontos, temos que buscar o melhor resultado a cada jogo, sempre. Agora é hora de ir atrás da primeira vitória fora de casa (domingo, contra o América-MG, em BH, às 16h).

Fonte: Terra