O Botafogo terá um talismã no gol para o duelo de quarta-feira contra o Sol de América, no Paraguai, pela segunda fase da Copa Sul-Americana. Gatito Fernández nunca perdeu para esta equipe quando defendeu as cores do Cerro Porteño: foram cinco vitórias e dois empates em sete jogos.

Apesar do ótimo retrospecto, Gatito ressalta que o Botafogo não deverá encontrar facilidades e ressaltou o acanhado Estádio Luis Alfonso Giagni, que tem capacidade para apenas 11 mil torcedores, palco do primeiro duelo, nesta quarta:

– É um time difícil, jogar no campo deles é complicado. Um campo menor, mais apertado, diferente do que temos no futebol brasileiro. Mas tomara que eu consiga manter essa invencibilidade. Seria muito bom para o Botafogo. Vamos com essa missão de trazer um bom resultado – disse, ao Globoesporte.com.

Logo após a derrota para o Goiás, em Goiânia, pelo Campeonato Brasileiro, Gatito tratou de mudar o foco e pensar justamente no jogo desta quarta-feira:

– Conheço muito bem o Sol de América, já o enfrentei várias vezes. A gente vai com a mentalidade de buscar um bom resultado para trazer tranquilidade. Estamos vindo de uma sequência importante de jogos, mas nosso foco é total nesse jogo.

Fonte: Globoesporte.com