Usamos cookies para anúncios e para melhorar sua experiência. Ao continuar no site você concorda com a Política de Privacidade.

Jogos

Copa do Brasil

14/04/21 às 21:30 - Frasqueirão

Escudo ABC

ABC

X

Escudo Botafogo

BOT

Campeonato Carioca

10/04/21 às 21:05 - Raulino de Oliveira

Escudo Volta Redonda

VRE

X

Escudo Botafogo

BOT

Campeonato Carioca

04/04/21 às 17:00 - Giulite Coutinho

Escudo Botafogo

BOT

1

X

1

Escudo Portuguesa

POR

Gatito revela que começou no futebol como centroavante e conta como Jefferson o ajudou no Botafogo

comentários

Compartilhe

Gatito Fernández, do Botafogo, deu entrevista ao Bola da Vez
Reprodução/ESPN Brasil

Goleiro consolidado no futebol brasileiro, herói no título carioca do Botafogo em 2018 e especialista em defender pênaltis, Gatito Fernández podia ter sido centroavante. Em entrevista ao Bola da Vez, da ESPN Brasil, o paraguaio revelou que começou a carreira jogando no ataque.

– No meu início gostava de jogar na frente e fazer gols. Comecei jogando na linha, no decorrer dos anos era primeiro tempo na linha e no segundo tempo o pessoal me empurrava para o gol. Tudo me fazia ser goleiro. Pela pressão também das pessoas fui ficando mais no gol, gostando da posição e fiquei direto. Mas era centroavante. Fazia gols sim, bem no início, na escolinha de futebol – declarou Gatito.

Banner do Dia dos Pais da loja Estilo Piti para o FogãoNET | Carteiras e mochilas com preços especiais

No Botafogo desde 2017, o goleiro teve uma inspiração no próprio clube para construir sua carreira.

Jefferson foi um grande companheiro, sentimos saudade dele nos treinamentos do dia a dia. Tinha a famosa resenha, eu, ele, Saulo e Helton Leite. Fizemos grande parceria, me ajudou muito quando cheguei ao clube, me passando confiança. Essas coisas engrandecem a pessoa. O torcedor conhece só o jogador, mas quem conviveu com ele no dia a dia sabe explicar a grandeza dessa pessoa. Me ajudou muito, aprendi bastante, sou de observar os companheiros e movimentos – explicou Gatito.

Fonte: Redação FogãoNET e ESPN Brasil

Comentários