O confronto entre Botafogo e Santos, disputado na tarde deste sábado, terminou de forma polêmica no Estádio do Engenhão. Na visão do goleiro Vanderlei, o trio de arbitragem comandado por Paulo Roberto Alves Júnior acertou ao anular o gol marcado por Renatinho.

Aos 40 minutos do segundo tempo, Renatinho recebeu nas costas da defesa santista e levou a melhor sobre Vanderlei. No entanto, o assistente Pedro Martinelli marcou impedimento de Luiz Fernando, que chegou a ir na direção da bola, mas não tocou-a.

“O lance estava impedido. O bandeirinha viu, o auxiliar atrás viu. Mas, saiu o gol, deu aquela confusão”, afirmou Vanderlei em entrevista ao Premiere ainda na saída do gramado. “Eles querem ganhar na pressão. Isso é do futebol”, acrescentou o goleiro.

O Santos desperdiçou uma grande oportunidade de sair na frente durante a etapa complementar. Victor Ferraz pegou uma sobra e bateu para defesa parcial de Saulo. Após toque no travessão, a bola se apresentou para cabeçada de Yuri Alberto, defendida pelo goleiro botafoguense.

“Tivemos a chance de fazer o gol e acabamos não conseguindo. Precisávamos da vitória, até porque é um adversário que estava próximo da gente e poderíamos empurrá-lo para baixo. Mas futebol é assim, tem que somar pontos. Não conseguimos ganhar e, agora, precisamos vencer o Ceará de qualquer jeito”, disse Vanderlei.

Em jogo antecipado, válido pela primeira rodada do returno, o Santos pega o Ceará às 19h30 (de Brasília) de quarta-feira, no Estádio Presidente Vargas. Com 17 pontos, o time paulista aparece apenas no 15º posto e corre risco de terminar a rodada no grupo da degola, já que pode ser ultrapassado por Bahia e Chapecoense, ambos com 17 pontos.

Fonte: Gazeta Esportiva