“Uh, Herrera!”. O grito ouvido nas arquibancadas em jogos do Botafogo tem feito falta para o argentino, que está no Emirates Club, dos Emirados Árabes, e sente falta do calor da torcida. Com 34 gols em 44 partidas e sem levar cartões na temporada, ele deu entrevista ao “Globoesporte.com” e falou do carinho que tem pelo Brasil.

– Nos três clubes (Corinthians, Grêmio e Botafogo), a torcida foi fantástica comigo. Sempre me acolheu bem, só tenho palavras de agradecimento a todos. No Botafogo foram dois anos e meio de continuidade, dando sequência a um trabalho, por isso foi muito bom. Espero que o Botafogo faça uma grande Copa (Libertadores). Depois de tanto tempo, agora que entrou, será muito bom. Fiz muitos amigos, mando abraço a todos. Agora que o Oswaldo saiu, ficou o Duda (Eduardo Hungaro), e desejo o melhor para ele. É uma grande pessoa, desejo que possam ir longe no trabalho.

Herrera ainda lembrou da parceria com Loco Abreu.

– Tive uma relação fantástica com ele, ainda nos falamos com alguma frequência. Ele está jogando no meu time, então dou dicas de Rosário. Minha esposa se dava muito bem com a mulher dele, saíamos para jantar. Ele é muito carismático. É preciso conhecer para saber como ele é de verdade. Posso falar que é uma pessoa fantástica – elogiou ao site “Globoesporte.com”.

Fonte: Redação FogãoNET