Assim como o goleiro Jefferson, Eduardo Hungaro também não gostou da postura do Botafogo no duelo contra o Deportivo Quito, na quarta-feira. O treinador alvinegro afirmou que o time abusou dos lançamentos para o argentino Ferreyra, quando podia ter tentado mais jogadas pelo chão.

Na coletiva concedida após a derrota por 1 a 0, ainda no Olímpico de Atahualpa, Hungaro deu força ao coro de Jefferson. Para ele, a estratégia era perfeita para o estilo de jogo do time equatoriano.

– O Jefferson, tenho certeza, falou sobre isso referindo-se ao início do jogo. Ele falou sobre isso no vestiário também. Nossa equipe nos primeiros 20 minutos jogou só assim. Tivemos um ótimo lance com o Ferreyra, num tipo de jogo que treinamenos exaustivamente. Estranhamente, passamos a investir em um jogo mais direto. Precipitadamente, a gente dava a bola para o Ferreyra, daí era o que o Deportivo Quito queria. Eles despejavam a bola nas costas dos nosso laterais e em um lance desse saiu o gol – afirmou o comandante, que elogiou o brio dos jogadores alvinegros:

– Depois do gol, fizemos tudo dentro do possível. Os jogadores estão de parabéns, foram briosos, deixaram tudo no campo. Enfrentamos uma equipe com qualidade de jogo e padrão de jogo definido.

Fonte: Lancenet!