A ESPN anunciou a montagem de uma equipe de craques da história do futebol para comentar a Copa do Mundo de 2014 nos canais da emissora por assinatura. Entre os nomes, estão o argentino Mario Kempes, o alemão Michael Ballack, o colombiano Fredy Rincón, o brasileiro Gilberto Silva e o holandês Ruud Van Nistelrooy.

Toda a equipe vai trabalhar na cobertura dos canais ESPN no Brasil, Argentina, México e Estados Unidos. Cada um dos integrantes jogou pelo menos uma Copa do Mundo em sua carreira.

A contratação da equipe foi feita pela ESPN International, dos EUA, e pela ESPN Deportes, do México.  A emissora não divulgou quem vai estar em cada país, mas afirma que eles participarão em diferentes momentos ao longo da programação brasileira no período da Copa.

A expectativa é que os craques façam entradas ao vivo nos programas especiais da ESPN Brasil para a Copa, além de participar em coberturas de pré-jogo, reportagens especiais sobre determinadas seleções, entre outras possibilidades.

A ESPN promete exibir no Brasil uma cobertura de 17 horas diárias de programação voltada para a Copa do Mundo, com a transmissão de todas as 64 partidas da competição nos diversos canais da emissora.

A lista completa anunciada pela ESPN tem Alexi Lalas (EUA), Freddy Rincón (Colômbia), Gilberto Silva (Brasil), Hugo Sanchez, Jared Borgetti e Luis Roberto Zague (México), Juan Pablo Sorín e Mario Kempes (Argentina), Ivan Zamorano (Chile), Loco Abreu (Uruguai), Michael Ballack (Alemanha), Ruud Van Nistelrooy (Holanda) e Steve McManaman (Inglaterra).

O diretor de jornalismo da ESPN, João Palomino, destacou o caráter global da emissora na cobertura da Copa no Brasil.

“A ESPN é um canal global e nada mais justo do que oferecer ao fã do esporte uma cobertura diferenciada, inovadora e inigualável. Assim como temos certeza de possuir a melhor equipe de narradores, repórteres e comentaristas, agora teremos também um time imbatível de craques internacionais. A participação de jogadores que foram líderes de suas seleções em edições da Copa do Mundo será mais um diferencial nosso”, disse Palomino.

Fonte: UOL