Nesta sexta-feira, o treino do Botafogo trouxe algumas definições. Com dores na coxa direita, os atacantes Rodrigo Pimpão e Sassá ficaram de fora da atividade e foram vetados para o duelo contra a Chapecoense, no domingo, às 16h (de Brasília), na Arena Condá.

Desta forma, o técnico Ricardo Gomes montou o ataque no treino com o uruguaio Juan Salgueiro e com o chileno Gustavo Canales. O primeiro entrou muito bem contra o Flamengo, marcando o gol de empate nos 3 a 3, enquanto o segundo pode começar jogando pela primeira vez, desde que chegou. Porém, Neilton, que ficou no reforço muscular, deve ser titular.

“Vamos levar algumas coisas em consideração nesta escolha. Tem o aspecto físico, por exemplo. O Neilton tem muita habilidade e será importante neste jogo. De repente, também pode entrar com o adversário desgastado. Agora tenho o Salgueiro como uma boa opção, pois está bem. O Canales pode começar jogando. Vamos analisar o cenário”, disse Gomes, sem querer antecipar nada.

O treinador confirmou que o zagueiro argentino Joel Carli, já bem fisicamente, será titular. Ele reaparece na vaga de Renan Fonseca. “O Renan teve boas atuações. O Carli ficou um bom tempo afastado, mas é meu titular. Jogou na Copa do Brasil e foi muito bem no empate com o Bragantino, fora de casa. Isso me passou confiança, mas não quis correr um risco desnecessário contra o Flamengo. Agora, ele volta como titular”, afirmou.

Uma mudança certa será a entrada do volante Fernandes na vaga de Aírton, suspenso por ter sido advertido com o terceiro cartão amarelo contra o Flamengo. Se nada de anormal acontecer, o Botafogo, com esta indefinicação no ataque, deverá formar com: Sidão, Luís Ricardo, Emerson Santos, Joel Carli e Diogo Barboso; Bruno Silva, Rodrigo Lindoso, Fernandes e Camilo; Neilton e Gustavo Canales. Neste sábado, a equipe treina já em Santa Catarina, projetando o duelo válido pela 16ª rodada do Brasileirão, no domingo.

Fonte: Gazeta Esportiva