Inédito: Oswaldo repete escalação pela quarta vez seguida

Compartilhe:

Neste domingo, contra o Vasco, no Maracanã, pela 11ª rodada do Campeonato Brasileiro, o técnico Oswaldo de Oliveira repetirá pela quarta vez seguida os 11 titulares do Botafogo. A sequência é inédita para o comandante desde que assumiu o cargo no começo do ano passado. Antes, só havia conseguido repetir a escalação em dois jogos consecutivos. O time que vai a campo tem Jefferson, Gilberto, Bolívar, Dória e Julio Cesar; Marcelo Mattos, Gabriel, Lodeiro, Seedorf e Vitinho; Rafael Marques.

Nos últimos três jogos, quando conseguiu manter a formação inicial, o Botafogo perdeu para o Figueirense, mas conseguiu a classificação para as oitavas de final da Copa do Brasil, empatou com o Flamengo e venceu o Vitória. O resultado de quinta-feira levou o time ao primeiro lugar no Campeonato Brasileiro.

– O Oswaldo fica feliz com isso e a gente também com a campanha. Estamos procurando trazer o torcedor e ele vem jogando junto. Contra o Vitória, foi bonito de ver, incentivando do primeiro ao último minuto. A equipe está preparada para assumir essa responsabilidade junto com a torcida e por isso é importante lotar o Maracanã domingo – disse o zagueiro Bolívar.

Mesmo consciente de que a repetição da escalação é um ponto a favor do Botafogo, Bolívar fez questão de ressaltar a dificuldade que o time terá pela frente. Para ele, o fato de estar na liderança da competição desperta ainda mais atenção nos adversários.

– O campeonato ainda está muito no início e manter a liderança é sempre bom. Mas somos o time a ser batido agora e por estar nessa posição os jogadores precisam estar mais preparados. Nesse grupo, temos alguns com muitas conquistas, o que ajuda a repetir o desempenho – comentou Bolívar.

O Vasco está na oitava colocação do Brasileiro, com 14 pontos, seis a menos do que o Botafogo. O time está em um processo de reconstrução, com contratações feitas nos últimos dias. No entanto, Bolívar usa a máxima do clássico de que não há favorito para definir o confronto.

– Não existe favoritismo, existe competência. Tem tudo para ser um grande clássico. O Vasco vem crescendo e precisamos repetir o desempenho do jogo com o Vitória, quando conquistamos uma vitória sólida – afirmou Bolívar.

Fonte: Globoesporte.com

Comentários