O sorteio da Copa do Brasil não ficou ao lado do Botafogo e colocou o Caxias, tradicional equipe do Rio Grande do Sul, logo na primeira fase da competição. As equipes se enfrentarão na próxima quarta-feira, às 21h30, no Estádio Centenário, em solos gaúchos. O Alvinegro, por estar melhor colocado no ranking da CBF, se classifica com um empate.

Banner da loja do FogãoNET para faixa japonesa

Fundado em abril de 1935, o Caxias foi campeão gaúcho em 2000 e a última campanha de destaque em nível estadual ocorreu em 2012, quando foi vice para o Internacional. Nos últimos anos, passou por um período ruim dentro dos gramados, foi rebaixado em 2015, mas venceu a segunda divisão gaúcha no ano seguinte e, desde então, vem se consolidando novamente no estado. Em 2020, disputará a Série D do Campeonato Brasileiro.

Ao todo, a equipe comandada por Rafael Lacerda fez 15 contratações visando a atual temporada e é a principal surpresa do Campeonato Gaúcho. Líder do Grupo B da competição, com 10 pontos, o Falcão Grená está invicto em 2020, com três vitórias e um empate – estando, inclusive, à frente do Grêmio, com seis pontos conquistados, na chave.

Por falar no Tricolor, o Caxias venceu a equipe comandada por Renato Gaúcho na primeira rodada do Campeonato Gaúcho, no dia 22 de janeiro. Na Arena, o Falcão Grená contou com gols de Ivan e Léo Tilica para bater o Imortal por 2 a 0. Ao LANCE!, o jornalista Rafael Zanol, da Rádio Caxias, falou sobre o panorama do adversário do Botafogo.

– O Caxias começou o ano mal, com os jogos de pré-temporada. Se encontrou mesmo no confronto de estreia do Gauchão, contra o Grêmio. Desde esse momento, vem embalado pela campanha no estadual. O esquema que o (Rafael) Lacerda gosta é o 4-1-4-1, mas vem intercalando no 4-2-3-1, com o volante Carlos Alberto subindo bastante ao ataque – analisou Rafael.

Campanha do Caxias no Campeonato Gaúcho:

Grêmio 0 x 2 Caxias
Caxias 1 x 1 São José
Aimoré 0 x 1 Caxias
Caxias 1 x 0 Brasil de Pelotas

Time-base: Marcelo Pitol; Ivan, Laércio, Thiago Sales, Bruno Ré; Juliano, Carlos Alberto, Diogo Oliveira; Léo Tilica (Vinícius Baiano), Gilmar, Juninho Potiguar.

Banner da loja do FogãoNET para faixa japonesa

Destaques individuais

O Botafogo deverá ter cuidado com qualquer falta perto da área, garante Rafael Zanol. Apesar de ser lateral-direito, o artilheiro do Caxias-RS é Ivan, com dois gols no Campeonato Gaúcho, ambos de falta. Contratado para a atual temporada, o defensor é uma das lideranças técnicas da equipe.

– Individualmente, até aqui, Ivan é o principal jogador do Caxias. Matador na bola parada, já marcou dois gols de falta e deu uma assistência. Gilmar foi uma importante contratação também para esse ano, segura a bola no ataque, apesar de ainda não ter sido efetivo em finalizações. O volante Juliano é grande marcador e eu diria que o mais importante para a construção defensiva pelo centro do campo – analisou o jornalista.

Além de Ivan, outros três jogadores marcaram gols pelo Caxias em 2020: o zagueiro Thiago Sales, o meio-campista Diogo Oliveira e o atacante Léo Tilica, com uma bola na rede cada.

O palco da partida

Com a vitória como único resultado possível pela classificação, o Caxias-RS conta com o fator campo como um possível aliado. O Estádio Francisco Stédile, mais conhecido como Centenário, tem capacidade para 25.128 pessoas e foi inaugurado em agosto de 1976.

– A torcida do Caxias apoia bastante, principalmente nesses grandes jogos. E o Lacerda falou essa semana que sempre é importante ter esses jogos em casa, pelo conhecimento do gramado – afirmou Leonardo Zanol.

Contra o Botafogo, os ingressos para assistir ao duelo da arquibancada estão R$ 40, com meia-entrada por R$ 20. O setor das cadeiras custa R$ 60. A diretoria grená espera um bom público no estádio.

Fonte: Terra