O técnico Jair Ventura evitou falar sobre Sassá na entrevista coletiva desta quarta-feira, véspera da partida contra o Atlético Nacional pela Libertadores.

– Já falei o que tinha para falar sobre ele na última entrevista coletiva que tivemos. O futuro depende do atleta – avaliou.

A única resposta que se aproximou de um comentário foi quando ele concordou com uma repórter que perguntou se episódios de indisciplina fazem com que ele desperdice a grande oportunidade de jogar no Botafogo. Além disso, o técnico negou que o afastamento tenha contado com o aval de jogadores.

– Não os consultamos antes. Isso foi apenas comunicado a eles depois que a decisão foi tomada – disse.

Jair também não foi específico ao falar do time que entrará em campo quinta-feira, contra o Atlético Nacional, mas disse que não deve haver surpresas.

– Se você olhar bem os jogadores que nós temos à disposição na Libertadores, não tem muito segredo. Estamos numa situação complicada por causa de lesões e suspensões, então se olharmos nossos inscritos já dá para ter uma ideia – afirmou.

Montillo e Emerson Silva não jogarão por estarem se recuperando de lesão. O zagueiro Joel Carli deve voltar e substituir Emerson – Marcelo, outra opção, também não joga pois está suspenso. Já o meio-campo sem Montillo e Airton (também fora devido ao terceiro cartão amarelo) deve ficar com Rodrigo Lindoso, Bruno Silva, João Paulo e Camilo. No ataque, Rodrigo Pimpão e Roger. Jair falou também sobre a equipe adversária:

– Vencemos o primeiro jogo lá mas foi dificílimo. Eles têm ótimos jogadores, um que me tira o sono é o Ibargüen (atacante), por exemplo – finalizou.

Fonte: Extra Online