O técnico Jair Ventura não escondeu a frustração com as lesões sofridas pelo Botafogo na vitória por 1 a 0 sobre o Olimpia (PAR), nesta quarta-feira (16), pela terceira fase preliminar da Libertadores. Durante os 90 minutos, o treinador precisou gastar duas alterações com as contusões de Montillo e Bruno Silva.

“Estou muito triste com essa situação de você perder dois jogadores. Só lembrando que a lesão do Montillo foi outra, não foi a que ele vinha sentindo, não”, explicou Jair.

Montillo tinha uma lesão na coxa direita, sofrida na partida contra o Colo-Colo, na última semana. O argentino foi confirmado para o duelo contra o Olimpia somente pouco tempo antes da partida. Sua participação, porém, durou 13 minutos, quando acabou substituído por João Paulo.

Logo após a saída de Montillo, o Botafogo passou a ser pressionado pelo Olimpia. Na entrevista, Jair afirmou que a lesão do argentino acabou atrapalhando a equipe carioca. “(A lesão) Quebra todo nosso planejamento. Você ter toda uma situação na cabeça, e você perde um jogado importantíssimo com 14 minutos. E você tem que se reinventar dentro da partida. Isso leva um tempo, nosso time sentiu dentro da partida. A gente demorou um tempo para se reencontrar”.

As lesões têm sido constantes no Botafogo. Para o duelo, Jair Ventura não pôde contar com o goleiro Gatito Fernandez, também com dores. Além dele, o meia Camilo chegou a ser dúvida, mas acabou confirmado para o duelo.
“Deu para ver o desgaste físico do Botafogo no segundo tempo. Você só tem três substituições, e você gasta duas com lesões. Com essa entrega, com essa competitividade, vai ser difícil ganhar da gente. E isso tem um preço. Esse preço a gente paga com as lesões, cansaço. Então tem que ter um equilíbrio”, continuou.

Fonte: BOL