O fim do ano se aproxima e com ele a intensa movimentação do mercado do futebol. O nome de Oswaldo de Oliveira já foi cotado em vários clubes brasileiros e até na China. No momento, o mais forte deles é o Santos, justamente quando o Botafogo vai decidir na última rodada do Campeonato Brasileiro a sua classificação para a Taça Libertadores.

A situação parece não incomodar os jogadores, que confiam muito em Oswaldo. Segundo o goleiro Jefferson, capitão do time, o treinador seria o primeiro a comunicá-los caso houvesse um destino definido em seu futuro.

– Já colocaram Oswaldo em tantos clubes, colocaram Seedorf, eu, e nada aconteceu. Não tem nada concreto. Se tiver, ele será o primeiro a falar pelo grande profissional que é. Estamos concentrados no jogo. Depois de domingo vamos sentar e ver o futuro de cada um. Agora, nada vai atrapalhar – afirmou Jefferson.

O Botafogo vai enfrentar o Criciúma, domingo, no Maracanã. Para se classificar para a Taça Libertadores do ano que vem, o time precisa vencer e torcer por um tropeço do Goiás diante do Santos e uma derrota do Atlético-PR para o Vasco.

Durante o Campeonato Brasileiro, o Botafogo esteve em situação muito mais confortável e com a mão na vaga na Libertadores. No entanto, a queda de rendimento no segundo turno levou o time a viver essa situação na última rodada.

– As saídas de jogadores desestabilizaram o ritmo de jogo, a maneira de escalar o time, mas depois nos recuperamos. A perda de jogadores pode ter prejudicado, mas agora é passado – comentou Jefferson, sobre as negociações de Fellype Gabriel, Andrezinho, Vitinho e Antônio Carlos durante o Brasileiro.

Fonte: Globoesporte.com