O julgamento do técnico Jair Ventura, por conta da expulsão no clássico contra o Fluminense, realizado no dia 24 de março, acontecerá na próxima terça-feira (04/04), às 18h, na sede do Tribunal de Justiça Desportiva do Rio de Janeiro (TJD-RJ). O árbitro Maurício Machado Coelho Júnior relatou na súmula do jogo os xingamentos ditos por Jair, na saída do gramado, e o comandante alvinegro foi denunciado no artigo 243-F do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD). A pena mínima é de quatro jogos, além de uma multa que varia entre R$ 100 e R$ 100 mil.

Jair Ventura está sendo acusado de “ofender alguém em sua honra, por fato relacionado diretamente ao desporto”, conforme aponta o CBJD. Os xingamentos aconteceram ao final do jogo, quando o treinador do Botafogo foi expulso pelo árbitro Maurício Machado Coelho Júnior.

O juiz do confronto ainda relatou na súmula que Jair deixou o campo esbravejando as seguintes palavras: “Vai tomar no c…, só três minutos, tá de sacanagem”. O técnico também teria reclamado de um pênalti não marcado a favor do Bota: “Dá pênalti para os caras e não dá para a gente, num f…”. Em sua defesa, Jair Ventura ressaltou que não gosta de falar sobre arbitragem e que não direcionou as palavras a ninguém.

– Eu falei palavrão sim, mas em nenhum momento eu falei para quem. Eu não direcionei a ninguém. Tanto que existem as gravações aí e eu não falo que o juiz é isso ou o quarto árbitro é aquilo. A gente trabalha com futebol, a gente fala palavrão. Eu não me direcionei a ninguém, só isso que tenho a dizer – comentou o técnico.

Antes da ida ao TJD-RJ, Jair Ventura comanda o Botafogo neste domingo (2), no jogo contra o Resende, no Estádio Nilton Santos, às 16h. O Placar FutRio faz a cobertura completa da rodada final da Taça Rio.

Fonte: FutRio