A Justiça do Rio de Janeiro negou o embargo de declaração pedido pelo Botafogo contra a ordem de execução da dívida de R$ 8.034.004,37 determinada pela 36ª Vara Cível relacionada à dívida com o ex-jogador Rodrigo Beckham. A penhora deve ser realizada em crédito do clube através da 11ª Vara Federal de Execução Fiscal.

O ex-jogador briga na Justiça há 13 anos para receber salários atrasados do período em que defendeu o Alvinegro, entre 1999 e 2001, na gestão de Mauro Ney Palmeiro.

Como se trata de um processo cível, o valor não pode entrar no Ato Trabalhista, onde o clube tem a maior parte de seus débitos equacionados. O Botafogo diz que não vai se manifestar publicamente sobre o assunto e que confia na Justiça.

Fonte: Bastidores FC - Globoesporte.com