Jorge Wagner definitivamente não agradou à torcida do Botafogo. Substituo de Seedorf, a camisa 10 parece ter pesado ao jogador, que viu a vaga no time titular à perigo após a derrota para o Goiás, em Juiz de Fora, na última quarta-feira. Até mesmo o técnico Vagner Mancini já havia declarado que o momento do apoiador não era bom e que ele precisava de um tempo para recuperar o bom futebol.

Porém, o objetivo do treinador poderá sofrer uma mudança significativa. As lesões de Lodeiro e Daniel devem dar uma sobrevida ao camisa 10 no Botafogo. Mesmo com a estreia de Carlos Alberto, existem poucas opções no elenco e Jorge Wagner tem grandes possibilidades de ser mantido entre os titulares diante do Grêmio, em Caxias do Sul.

Com a entrada de Carlos Alberto no meio campo, o treinador tem mais uma vaga para preencher de acordo com o esquema tática utilizado nos últimos jogos. Gegê seria a opção mais natural, mas ainda não teve muitas oportunidades com o novo treinador.

Assim, a maior probabilidade é a entrada de Wallyson ao lado de Emerson Sheik no ataque. Com isso, Zeballos seria recuado para fazer dupla com Carlos Alberto, a frete de Gabriel e Bolatti. Essa opção seria bastante ofensiva já que os dois apoiadores conhecidamente não têm tanta aptidão para a marcação.

Por se tratar de uma partida fora de casa e contra um adversário forte, não está descartado a possibilidade de, por exemplo, Fabiano ser testado na posição, deixando Carlos Alberto, Zeballos e Sheik mais preocupados com as jogadas ofensivas da equipe. O volante, inclusive, conta com o carinho de Mancini, que já o colocou entre os titulares em diversos treinamentos.

Contratado para ser o substituto de Seedorf, Jorge Wagner jamais conseguiu conquistar a torcida do Botafogo. Titular durante o vexame na Libertadores, o jogador passou a ser perseguido pelos torcedores por não ter conseguido ser o diferencial do Alvinegro na competição continental.

“Nesse jogo, ainda tentei mantê-lo, porque é um jogador que se dedica totalmente. Mas é preciso enxergar que, no aspecto técnico, ele tem rendido abaixo do que pode. Outros jogadores também, mas a diferença é que a torcida tem mais paciência com alguns. Temos de cuidar desse jogador para ele possa voltar e nos ajudar mais à frente”, disse Mancini após a derrota para o Goiás. Resta saber o que o treinador fará diante de tantos desfalques no setor.

Fonte: UOL