O Botafogo fará diante do Atlético Paranaense, quarta-feira, às 21h, no Estádio Nilton Santos, o último jogo antes da pausa para a Copa do Mundo e o objetivo mais do que nunca é vencer. Primeiramente pela posição na tabela, além do desejo de fazer as pazes com a torcida alvinegra com uma vitória em mando alvinegro. Artilheiro da equipe na temporada ao lado de Brenner, o atacante Kieza concedeu entrevista coletiva e aproveitou a oportunidade para convocar o torcedor botafoguense, peça fundamental para o sucesso da equipe.

– Sei que nosso torcedor está triste, temos deixado a desejar, mas esperamos que ele possa vir e nos ajudar. Sem a torcida não somos nada. Que eles possam nos ajudar amanhã da melhor forma possível – disse Kieza, que também aproveitou para falar sobre os seguidos erros de arbitragem sofridos pelo Botafogo no Campeonato Brasileiro.

– Tivemos um pênalti contra o São Paulo que não existiu. Contra o Vitória um pênalti clarríssimo sobre mim. Contra o Bahia novamente um erro que nos deixou com um a menos, além do pênalti que não houve. Conversamos com os árbitros e muitas vezes não admitem os erros deles. É complicado – falou em tom de indignação.

Confira os demais trechos da entrevista coletiva do atacante Kieza:

O ARTILHEIRO DA EQUIPE

– Um momento que queria que chegasse, poder fazer os gols. É especial e espero que a boa fase continue.

EMBATE DIANTE DO ATLÉTICO PARANAENSE

– Será um jogo difícil. Como falei antes de enfrentarmos o Ceará, é sempre muito complicado enfrentar quem está na parte de baixo da tabela. Que possamos sair vitoriosos fazendo as pazes com o nosso torcedor para sermos felizes aqui no nosso estádio.

PELA VITÓRIA EM CASA

– Sabemos que é muito importante vencer em casa. Queríamos muito contra o Ceará, mas infelizmente não conseguimos. Essas equipes jogam muito fechadas e temos que procurar fazer mais jogadas, buscar mais o gol para que as coisas voltem a ser como eram antes.

A ARBITRAGEM NO BRASIL

– Vou falar a verdade… É complicado, a arbitragem no Brasil é muito complicada, mas espero que possam reavaliar e melhorar.

A RELAÇÃO COM OS ÁRBITROS

– Alguns conseguem conversar, bater um papo. Nesse último jogo tentamos, mas estava nervoso  e não quería conversa. Vimos que não foi pênalti no intervalo, falamos com ele, mas estava nervoso e disse que tinha sido. Muito complicado.

CRIATIVIDADE PARA SURPREENDER

– Precisamos criar um pouco mais em casa. As equipes jogam fechadas contra nós e precisamos buscar os espaços, fazer algo diferente.

CRESCER É PRECISO

– Muito importante. Queríamos estar mais na parte de cima e nesses dois últimos jogos poderíamos ter vencido e com uma melhor colocação na tabela. Precisamos reverter isso nesse último jogo para buscarmos uma posicão melhor. Só vejo possível com uma maneira: trabalhar. Precisamos evoluir e esperamos que nessa parada a gente possa corrigir os nossos erros para voltarmos melhores.

POR UM MANDO DE CAMPO FORTE

– Fora de casa temos feito grandes jogos, nos defendendo bem e procurando os contra-ataques. Precisamos ter um mando de campo forte, isso é importante para crescermos.

A META É BALANÇAR A REDE

– Nunca tive essa meta de gols. Vamos trabalhando para alcançarmos os nossos objetivos. Que os gols sigam acontecendo.

Fonte: Site oficial do Botafogo