Sobre o “reforço” equatoriano na torcida alvinegra, Sérgio Landau, diretor executivo do clube, admitiu que o Glorioso estava ciente da ação da parceira. Além disso, o dirigente frisou que este episódio reforça o objetivo da empresa de expandir sua marca no mercado latino-americano.

— Eles têm clientes por lá (Equador). Provavelmente compraram um lote de ingressos. Não sei ao certo, mas acho que foi cerca de 1.000. Deram provas de que estão realmente interessados no mercado brasileiro e no latino, de uma forma geral. Foi como uma ação de marketing. Eles querem promover a marca deles por aqui, contrariando as críticas que duvidavam disso quando foi assinada a parceria. O Botafogo soube, mas não interferiu. Nós vimos com bons olhos — garantiu Landau.

Fonte: Extra Online