Usamos cookies para anúncios e para melhorar sua experiência. Ao continuar no site você concorda com a Política de Privacidade.

Jogos

Carioca

25/04/21 às 18:00 - Nilton Santos

Escudo Botafogo
BOT

X

Escudo Macaé
MAC

Carioca

17/04/21 às 16:00 - Maracanã

Escudo Fluminense
FLU

1

X

0

Escudo Botafogo
BOT

Copa do Brasil

14/04/21 às 21:30 - Frasqueirão

Escudo ABC
ABC

1

X

1

Escudo Botafogo
BOT

(Legal!) Chinês da base do Bota só aprendeu a zoar amigos e o que é mulher bonita

0 comentários

Compartilhe

Com o objetivo de divulgar sua marca pelo mundo, o Botafogo decidiu testar o jovem Tang Shi em suas categorias de base após o chinês se destacar em torneio disputado em agosto do ano passado. Ele está sendo observado pelo clube há dois meses e a comunicação tem sido algo bastante complicado neste início. Mesmo assim, o jovem de 17 anos aprendeu duas coisas básicas: revidar as zoações de seus companheiros e o que é mulher bonita, o que o encantou nas praias do Rio de Janeiro.

Tang Shi está sendo observado nos treinos do Botafogo sub-20 e, com um grupo repleto de jovens, as brincadeiras são inevitáveis. Os companheiros tiram sarro do chinês, que muitas vezes ainda não entende as conversas. Em meio a risadas, ele se defende das zoações e revida com a palavra ensinada por um dos amigos: “viado”. A cena é comum antes e após os treinamentos e, de certa forma, aumenta o laço de amizade entre eles.

Além das zoações, ele também mostrou seu lado galanteador. Mesmo com pouco tempo no Rio de Janeiro, Tang já conheceu a maioria dos pontos turísticos da cidade. Pão de Açúcar e Cristo Redentor agradaram, mas foram as praias e principalmente as mulheres que o encantaram. Se a comunicação ainda é falha, isso não ocorreu ao elogiar as brasileiras: “Bonitas, muito bonitas [risos]”.

Dentro de campo, Tang tem impressionado o Botafogo. Para seguir carreira no clube – e acabar de vez com as zoações, por que não? – o chinês já deu início às aulas particulares de português. Até por conta disso ele já entende algumas coisas. Animado, o habilidoso meia direito diz até que aprender a nova língua não será tão difícil.

“Estou há pouco menos de dois meses no Brasil e já consigo entender algumas coisas. Estou fazendo aula de português toda semana e isso tem me ajudado bastante. Logo que cheguei não conseguia conversar, agora já consigo falar alguma coisa. O mandarim é muito mais difícil de aprender que o português”, disse ao UOL Esporte.

Apesar do sorriso fácil, a maioria da conversa transcorreu com Tang Shi bastante focado em aproveitar a oportunidade de defender o Botafogo. E o Alvinegro não é uma novidade na vida do chinês, que mostra conhecimento sobre os ídolos do passado. “Este período em que estou no Botafogo está sendo muito gostoso. Estou aproveitando bastante. Todo mundo aqui gosta de mim. Companheiros, funcionários, comissão técnica e isso facilita bastante”, afirmou.

“Seria a realização de um sonho me tornar jogador profissional do Botafogo, que tem tantos ídolos. Garrincha, Nilton Santos, Jairzinho… Todos ídolos do futebol mundial. Então o mínimo que posso fazer é me dedicar ao máximo e dar meu melhor dentro de campo. Sei que preciso melhorar muito para chegar a esse ponto, mas não vou desistir fácil. Treinarei forte para isso”, completou.

Fã de Neymar, Iniesta e Dàbao, mas de Zhizhao nem tanto

Antes de ser jogador, Tang Shi é um admirador do futebol. Neymar e Iniesta estão na ponta da língua ao ser perguntado sobre seus ídolos. A mesma velocidade não se repete para eleger seu atleta chinês preferido. Após alguns segundos, ele fez a escolha e não foi Zhizhao, que teve passagem pelo Corinthians.

“Gosto muito do Neymar, claro, mas quem realmente me encanta á o Iniesta. Gosto muito de vê-lo jogar. O principal jogador chinês para mim é Yú Dàbao [atacante com 15 jogos pela seleção chinesa e 4 gols marcados]. O Zizao eu gosto também, mas não é tão conhecido na China”, comentou.

Carrasco do Botafogo, Tang impressiona Botafogo

Os caminhos de Tang Shi e Botafogo se cruzaram na Weifang Cup, em agosto 2013. Nas semifinais da competição, o chinês foi decisivo para a classificação do Shandong Luneng ao marcar dois gols e converter o pênalti após empate no tempo regulamentar. Ele se diverte com a situação e brinca com o Alviengro.

“Eu fui bem nesse jogo, pois marquei dois gols e o jogo foi para a disputa de pênaltis. Eu converti o meu e avançamos no torneiro. Deve ter sido esse um dos motivos deu estar hoje aqui [risos], mas tem que perguntar para o treinador”, brincou.

Mas a dúvida foi tirada pelo coordenador do departamento internacional do Botafogo, Felipe Arantes, um dos responsáveis pela fase de teste. “Promovemos torneios no exterior para que eles ganhem experiência internacional. Eles são muito confrontados no Brasil, mas dessa forma ampliamos suas diretrizes. É importante ver um futebol de alto nível. Uma maneira de ver onde estão e onde querem estar”, disse.

E o dirigente está tão satisfeito com o desempenho de Tang, que já considera a possibilidade de integrar o jogador ao elenco de juniores do Botafogo.

“Tem qualidade e fizemos o convite para que ele treinasse com a gente. Queríamos ver como se integraria e nos surpreendemos. Ele tem ido muito bem. É franzino, mas mesmo assim tem se destacado. É mais fácil dar corpo a ele, do que ensinar alguém forte a jogar. Tem qualidade para ficar e potencial para ser desenvolvido”, finalizou.

Além de Tang Shi, o Botafogo conta com outros estrangeiros em sua base: o uruguaio Marcelo Martínez e o norueguês Victor Solsvick. Recentemente, o clube contou com um angolano e um canadense, mas ambos já voltaram aos seus países.

Comentários