Titular na derrota que culminou na demissão de Marcos Paquetá, Leo Valencia foi o atleta escolhido pelo Botafogo para conceder entrevista coletiva após o revés de 2 a 1, contra o Nacional-PAR, em Assunção, em duelo de ida válido pela segunda fase da Copa Sul-Americana.

Como daria coletiva ao lado de Marcos Paquetá, conforme manda o protocolo da Conmebol, Valencia teve que responder sobre o treinador, que chegou a comparecer à sala de imprensa, mas avisou aos jornalistas que teria uma reunião (para selar a demissão) e não poderia ficar.

– (Marcos Paquetá) É uma grande pessoa e tinha ambição de ganhar, assim como nós (jogadores) também – comentou o chileno.

Valencia não quis baixar a guarda para o duelo da volta contra o paraguaio Nacional. Para vencer no Nilton Santos, em compromisso agendado para o dia 16 deste mês, o meia falou em “totais condições de vencer”.

– É uma fase mata-mata e é importante. Temos todas as condições de vencer em casa na partida da volta. Temos que trabalhar, dar a volta agora em casa e procurar vencer no fim de semana – finalizou.

O Botafogo, agora, terá a missão de voltar a vencer diante do Santos, neste sábado, pelo Brasileirão. O time alvinegro deve ser comandado por Bruno Lazaroni, membro da comissão técnica permanente do clube.

Fonte: Terra