O lateral-esquerdo Guilherme Santos, 31 anos, é o primeiro reforço do Botafogo para a temporada 2020. O jogador pertence ao Tombense Futebol Clube, do empresário Eduardo Uram, e foi emprestado ao clube carioca. Antes, em 2019, ele estava emprestado ao Paraná Clube.

No clube paranaense, Guilherme Santos foi o terceiro jogador que mais atuou em 2019, com 45 partidas. Só ficou atrás do centroavante Jenison (47 jogos) e do lateral-direito Eder Sciola (46). O lateral-esquerdo foi o jogador do Paraná com mais assistências em 2019: foram nove passes para gol — cinco deles na Série B.

Do time titular do Paraná em 2019, Guilherme Santos e outros oito já estão fora dos planos para 2020. O zagueiro Leandro Almeida ficou sem contrato. Os meias João Pedro, Matheus Anjos e Bruno Rodrigues retornaram ao Athletico – e Bruno em seguida foi para o Tombense. O volante Luiz Otávio também assinou com o time mineiro. O zagueiro Rodolfo rescindiu contrato e está perto de assinar com o Coritiba. E o atacante Jenison pretende ir à Justiça pedir a rescisão de contrato. O meia Fernando Neto estava emprestado pelo Fluminense e não retorna ao clube paranaense. Dentre os 11 que mais jogaram, sobrariam apenas o goleiro Thiago Rodrigues e o lateral Eder Sciola.

No Paraná Clube, a ordem é esperar a definição da terceirização do departamento de futebol, determinada pela Justiça. Os principais candidatos são os empresários Sérgio Malucelli e Eduardo Uram. Os envelopes com as propostas serão abertos pelo Conselho Deliberativo no dia 26. Até lá, o clube está com negociações paradas.

Fonte: Bem Paraná