Carlos Augusto Montenegro é figura mais do que carimbada nos bastidores do Botafogo. O ano de 2020, no entanto, deverá ser o último do dirigente no dia a dia do clube. Os vários aportes financeiros são motivo de estresse em casa. A família entende sua paixão, mas entende que há um exagero. Além disso, os frequentes estresses cansaram o próprio cartola. Neste cenário, ele deu uma data limite para que o Alvinegro resolva sua vida: dezembro.

“Tá chegando a hora da despedida”, disse.

Fonte: UOL