Autor da assistência para o gol de Rodrigo Pimpão que decidiu a vitória do Botafogo sobre o Atlético Nacional e colocou a equipe nas oitavas de final da Copa do Brasil, o volante Rodrigo Lindoso lembrou da desconfiança no início da Libertadores.

– Tem que ser bastante valorizada essa classificação. Não jogamos para dar resposta para ninguém, mas muita gente disse que não passaríamos do mata-mata e hoje estamos classificados. Queremos a liderança. Sempre mantivemos a cabeça no lugar – afirmou ao Fox Sports.

Lindoso também falou sobre a confusão com Henríquez na ida para o vestiário durante o intervalo.

– Aconteceu logo no início do jogo uma falta para eles, que não foi falta, e na hora da barreira ele veio falar que eram campeões da Libertadores. Eu falei que um capitão não deveria falar isso. Não sou mais nenhum garoto, dei uma cutucada nele. Não teve briga, teve um bate-boca na descida do adversário. Eu comecei para mostrar para ele que estávamos jogando em casa. Quando jogamos em casa, temos que nos impôr. Foi a resposta para mostrar que ele não pode cantar de galo na nossa casa – concluiu.

Fonte: Redação FogãoNET e Fox Sports