Marcelo Oliveira, Eduardo Baptista e outros treinadores que balançam no cargo ganharam um fantasma de peso nos últimos dias: Cuca decidiu que voltará a trabalhar, depois de superar um problema familiar.

Em dezembro, quando rescindiu contrato com o Shandong Luneng, da China, Cuca recebeu propostas de pelo menos quatro grandes clubes do Brasil. Para todos, a resposta foi a mesma: uma cirurgia de sua esposa o impediria de trabalhar nas primeiras semanas de 2016.

“Era uma intervenção pequena, que felizmente correu bem”, revela Eudes Santos, auxiliar de Cuca há anos. “O problema está superado”, acrescenta Eudes, admitindo que o treinador já está disposto a ouvir propostas.

Dinheiro não deverá ser problema para o retorno ao mercado nacional. Além dos dois anos com salário superior a R$ 1 milhão por mês, Cuca embolsou de uma só vez R$ 5 milhões, devido à multa rescisória.

Pretendido há anos pelo Palmeiras, o técnico tem curtido “férias” na companhia da família em Guaratuba, no litoral do Paraná. Entre os passatempos prediletos dele estão a ida à praia e a pescaria com amigos.

Na espera:
Exceto por Carlinhos Neves, toda a comissão técnica de Cuca na China segue desempregada. A ideia do técnico é levar auxiliar, preparador físico e de goleiros, fisiologista e fisioterapeuta para o novo clube.

Ótima forma:
Cuca aprovaria a contratação de Junior Urso, novo reforço do Atlético-MG. O volante foi o brasileiro que mais jogou sob seu comando na China. Urso saiu para dar lugar a Gil.

Fonte: Blog do Jorge Nicola - IG