Lodeiro completa 2 meses de jejum e põe em xeque idolatria

Compartilhe:

 Lodeiro chegou ao Botafogo em julho de 2012. Seu melhor momento ocorreu durante o Campeonato Carioca deste ano, quando foi um dos destaques da equipe na conquista do título estadual. Seu desempenho, inclusive, fez com que seu nome fosse um dos mais exaltados pela torcida.

Entretanto, o uruguaio caiu de produção durante as últimas rodadas, passou a ser vaiado pelos alvinegros em várias partidas e colocou sua idolatria na equipe em xeque.

Prova da queda de rendimento é o tempo em que Lodeiro não balança as redes pelo Botafogo. A última vez foi contra o Cruzeiro, pela 3ª rodada do Campeonato Brasileiro, há exatos dois meses. Em meio a tudo isso, o uruguaio serviu sua seleção na Copa das Confederações como reserva, sem atuar em muitas oportunidades.

Desde então, Lodeiro não voltou a apresentar o bom futebol do início do ano e tem sido frequente escutar vaias das arquibancadas. Nesta quinta-feira, contra o Vitória, o fato voltou a ocorrer. O triunfo por 2 a 0, no fim das contas, aliviou a barra do camisa 14 com a torcida, que o aplaudiu ao ser substituído já nos acréscimos do confronto.

“Se ele fosse meu relógio, ou meu automóvel, eu trocaria uma peça e ele voltaria a funcionar plenamente. Mas ele é um ser-humano e passa por isso. Temos fases na nossa vida. Sabemos que ele tem muita qualidade, potencial. Nenhum atleta consegue manter–se no apogeu, com performance nota 10 o tempo todo. Ele se esforça o tempo rodo, se entrega, faz perguntas. Quer voltar a boa fase. Confio que isso volte a ocorrer o quanto antes”, disse o técnico do Botafogo, Oswaldo de Oliveira.

E a preocupação com a má fase de Lodeiro já existia antes mesmo do triunfo sobre o Vitória. Na última quarta, Seedorf concedeu entrevista e respondeu sobre o assunto. Segundo o holandês, o uruguaio se sacrifica pela equipe e faz funções que não dão destaque, mas que são muito importantes para o time.

“Batemos papo todos os dias, é sempre. Lodeiro é generoso e às vezes vai para um lugar que não deve estar, que não vai render. Gosto muito dele. Se a forma não é o que era antes, vai voltar. Mas ele está cumprindo o que se pede. Estamos no alto da tabela e isso é o valor de cada um junto. Não queremos ver gols do Lodeiro, Vitinho, enfim. Queremos ganhar e ele faz o que deve ser feito. Ninguém está triste depois das vitórias. Fico até feliz pois quando ele voltar a fazer gols e assistências, o Botafogo vai explodir [risos]”, afirmou o camisa 10.

Com a vitória, o Botafogo assumiu a liderança do Campeonato Brasileiro, com 20 pontos. O Alvinegro volta a campo neste domingo, às 18h30, quando medirá forças com o Vasco, novamente no Maracanã.

Fonte: UOL

Comentários