Usamos cookies para anúncios e para melhorar sua experiência. Ao continuar no site você concorda com a Política de Privacidade.

Jogos

Carioca

17/04/21 às 16:00 - Maracanã

Escudo Fluminense
FLU

X

Escudo Botafogo
BOT

Copa do Brasil

14/04/21 às 21:30 - Frasqueirão

Escudo ABC
ABC

1

X

1

Escudo Botafogo
BOT

Campeonato Carioca

10/04/21 às 21:05 - Raulino de Oliveira

Escudo Volta Redonda
VRE

2

X

2

Escudo Botafogo
BOT

‘Motorista’ de Loco Abreu, Lucio Flavio recorda ‘cavadinha’ e revela que filha o impediu de jogar no Flamengo

0 comentários

Compartilhe

‘Motorista’ de Loco Abreu, Lucio Flavio recorda ‘cavadinha’ e revela que filha o impediu de jogar no Flamengo
Reprodução/Canal do TF

Um dos grandes nomes do Botafogo no século XXI e bicampeão carioca, o ex-meia Lucio Flavio revelou que quase foi jogar no Flamengo em 2009, quando deixou o Glorioso para atuar no Santos e retornou seis meses depois. A filhinha Lara o impediu de ir para o maior rival alvinegro, contou ele em entrevista ao Canal do TF.

Máscaras do FogãoNET para torcedores do FogãoNET durante a quarentena da pandemia do novo coronavírus (COVID-19)

– Na minha saída do Santos, alguns clubes me sondaram e um deles era o Flamengo, porque o Cuca era o técnico. Ele me convidou para ir para lá e fiquei na dúvida. Numa brincadeira dentro de casa, abri o jogo para a família e minha filhinha falou: “Se você for para o Flamengo, eu não vou mais ser sua filha”. E isso pesou, o (Manoel) Renha (diretor de futebol à época) tinha voltado para o Botafogo e foi importante também no meu retorno. Acabei cedendo tanto à filha quanto ao Renha naquela oportunidade – revelou Lucio Flavio, explicando porque saiu do Botafogo naquela ocasião:

– Ao fim de 2008, recebi umas oito propostas, inclusive dos três clubes aí do Rio. Não tinha ficado satisfeito com a forma como o Botafogo me procurou para renovar o contrato. Achei então que seria melhor sair do Rio do que ir para um rival. Estava indo para uma reunião fechar com o Vissel Kobe, do Japão, mas no meio do caminho a diretoria do Santos me fez uma proposta que naquela oportunidade era impossível de recusar.

Lucio Flavio ‘motorista’ de Loco Abreu

Titular na campanha do título carioca de 2010, que completou dez anos neste sábado, Lucio Flavio também falou sobre a parceria com Loco Abreu, que acabou sendo a principal figura da conquista com o pênalti batido com cavadinha. O ex-meia dava carona para os uruguaios todos os dias e a amizade se fortaleceu.

– Ele não gostava muito de dirigir, e como morávamos na Barra ele queria que eu passasse para pegá-lo e tinha quase que todo dia dar carona para o maluco. Ele gostava de vir tomando o mate dele, conversando, fizemos uma boa relação. É um cara fantástico, bom de conversa, respeitoso, tinha suas manias, mas era um cara que gostávamos de estar com ele. Franco, direto, não guardava muitas coisas, falava quando tinha que falar… Pela história dele, mostra que não foi um jogador que só fez carreira, mas que marcou também – revelou.

Lucio ficou fora da final diante do Flamengo por conta de uma fratura na mão. Presente nas arquibancadas, ele contou o que sentiu na hora da cobrança de pênalti com cavadinha de Loco Abreu:

– Foi o mesmo sentimento de qualquer torcedor que estava ali no Maracanã: “O que que esse cara vai fazer?” (risos). Ainda bem que a bola entrou, se não…

Assista ao vídeo com o bate-papo completo:

Fonte: Redação FogãoNET e Canal do TF

Comentários