Para o jogo contra o Ceará, o Botafogo não poderá contar com Marcinho, suspenso com três cartões amarelos. Reserva imediato do prata da casa, Luis Ricardo deve iniciar o duelo na Arena Castelão, nesta segunda-feira, em encardido duelo válido pela 29ª rodada do Campeonato Brasileiro.

A chance é tida por Luis como “uma ótima oportunidade” para mostrar serviço ao treinador alvinegro. Em entrevista à “Super Rádio Brasil”, o lateral-direito de 34 anos comentou sobre a titularidade, após três semanas de inatividade (o último jogo se deu contra o Bahia, na ida das oitavas da Sul-Americana), e também sobre o perigo que o Glorioso passa na tabela.

– O momento hoje é do Márcio, que já até despertou interesse de outros clubes. O Botafogo precisa de elenco. Quero jogar, mas tenho que entender e respeitar o momento do Marcinho. Eu brinco com ele… Aviso que sempre estarei na cola dele. Posso dizer que encaro essa chance como uma ótima oportunidade. A disputa sempre será sadia para deixar a cabeça do treinador confusa – comentou, antes de alertar o Alvinegro quanto à proximidade do Z4:

– Esse momento tem que ser levado com tranquilidade. Renê Simões falava que é preciso pôr na mochila aquilo que for usar. Se colocar como uma responsabilidade grande, vamos nos pressionar para entrar no Z4, que é um perigo real. O Ceará terá a torcida e a fase boa do seu lado, mas temos que ir lá com os pés no chão. O Botafogo é time grande e temos que ter jogadores assumindo a responsabilidade.

Um dos atletas mais experientes e longevos do atual elenco, Luis Ricardo também mostrou que o Botafogo ainda almeja uma vaga na Sul-Americana de 2019. Neste momento, o time de Zé Ricardo está a quatro pontos de distância para a zona do rebaixamento, e, em 12º lugar, estaria indo à competição continental através da última vaga.

Fonte: Terra e Rádio Brasil