Usamos cookies para anúncios e para melhorar sua experiência. Ao continuar no site você concorda com a Política de Privacidade.

Jogos

Carioca

17/04/21 às 16:00 - Maracanã

Escudo Fluminense
FLU

X

Escudo Botafogo
BOT

Copa do Brasil

14/04/21 às 21:30 - Frasqueirão

Escudo ABC
ABC

1

X

1

Escudo Botafogo
BOT

Campeonato Carioca

10/04/21 às 21:05 - Raulino de Oliveira

Escudo Volta Redonda
VRE

2

X

2

Escudo Botafogo
BOT

Gasto de R$ 70 mil mensais e uso da mansão de Dona Therezinha: Botafogo feminino colhe frutos de bom planejamento

30 comentários

Compartilhe

Mansão de Dona Therezinha - Sede Campestre do Botafogo em Jacarepaguá
Divulgação/Botafogo

Enquanto a equipe masculina faz vergonha no Campeonato Brasileiro, as meninas do Botafogo estão fazendo bonito, e com uma estrutura financeira infinitamente inferior. Coordenadora do futebol feminino do Glorioso, Rose de Sá concedeu entrevista ao “GE” e revelou detalhes do trabalho.

Responsável pelo bem-sucedido projeto até aqui, Rose revelou que a mansão doada por Dona Therezinha ao clube vem sendo utilizada para que as atletas de fora do Rio morem. O imóvel, localizado no bairro da Freguesia, na Zona Oeste do Rio, foi designado como Sede Campestre de Jacarepaguá pelo clube em 2018.

– Quando eu cheguei, no dia 8 de março de 2019, não tinha nada e eu tive que montar um time para começar o Campeonato Brasileiro no dia 27 de março. A gente foi último do nosso grupo e, em 2020, estamos na final. Com o tempo fomos conseguindo apoios de empresas para transporte, alimentação, patrocínio, temos a casa da dona Teresinha, onde as jogadoras moram, tem uma estrutura espetacular. Tivemos apoio da diretoria passada e da atual, agradeço muito ao Durcesio (Mello, presidente) e ao Vinicius (Assumpção, vice) – afirmou Rose.

As meninas utilizam as instalações de General Severiano para os treinos.

– A gente consegue treinar todos os dias, usar academia, piscina, os campos, almoçamos e jantamos aqui, tudo fornecido pelo clube – comemora.

Rose de Sá revelou ainda que o gasto mensal com o futebol feminino gira em torno de R$ 70 mil (o que não dá nem R$ 1 milhão ao ano).

– Times como Ceará e Bahia, que estavam na Série A2 com a gente, têm investimento quatro vezes maior que o nosso. Tem folhas de R$ 300 a R$ 400 mil na Série A2. Outros times como Corinthians e Flamengo, que têm apoio do Governo Federal, investem muito mais, estão bem à frente – explicou.

Já garantido na elite em 2021, o Botafogo começa a decidir o título do Campeonato Brasileiro Feminino A2 neste domingo, contra o Napoli (SC), em Caçador (SC), às 16h, com transmissão da Band. A volta será no domingo seguinte, dia 31, no Estádio Nilton Santos.

Fonte: Redação FogãoNET e GE

Comentários