A missão de enfrentar o Atlético-PR na Arena da Baixada já seria delicada em qualquer circunstância, mas ficou ainda maior pelo fato de o Botafogo estar somente a dois pontos da zona do rebaixamento e vir de derrota inesperada em casa. A transmitir a partida em tempo real a partir das 21h deste sábado, o LANCE! sinalizou o caminho para o time de Zé Ricardo investir em Curitiba.

Cabe destacar que o Furacão, em seu território, está invicto há dez jogos no Brasileiro, com nove vitórias e sem levar gols na Arena três partidas. Além disso, são 28 gols feitos e apenas quatro sofridos neste período. Contudo, se ampliarmos o recorte, veremos que, do início do nacional para cá, somando Sul-Americana, a lateral esquerda do time paranaense é de onde mais se origina gols dos rivais.

Não é simples furar o sólido sistema defensivo do Atlético-PR de Tiago Nunes, que não terá o goleiro Santos (suspenso) como guardião. O mapa da mina, levando em conta uma leve incidência de gols, pode ser o setor esquerdo da defesa atleticana, que sofreu em dose dupla recentemente contra a Chapecoense (fora).

Para explorar o corredor, Zé Ricardo, por sua vez, terá a ausência de Rodrigo Pimpão, desfalque por conta de um quadro viral. A tendência é que Erik atue pelo lado direito de ataque, sob a expectativa de voltar à boa fase, o que será de suma importância pois o Glorioso terá que impor o jogo ofensivo, visto o ótimo retrospecto recente dos rivais.

– Nossa responsabilidade, quando a equipe não consegue um jogo favorável dentro do rendimento que está tendo, é buscar solução. Contra o Bahia poderia ter sido um momento importante para a gente se vencêssemos, agora é buscar os pontos fora de casa. Não tem surpresa, talvez uma mudança de característica com a troca de um jogador ou outro, uma postura mais agressiva, competitiva – pediu Zé Ricardo, em entrevista coletiva.

Fonte: Terra