O Botafogo vive a pior série de resultados desde a contratação de Eduardo Barroca. Com quatro rodadas – sendo três derrotas seguidas – sem vencer no Campeonato Brasileiro, o Alvinegro se afastou da parte de cima do torneio. Nesta terça-feira, em entrevista realizada no Estádio Nilton Santos, Marcinho fez uma análise sobre o momento do Glorioso.

– Não podemos esconder que é um momento que incomoda, mas somos profissionais. Temos total consciência do nosso trabalho e da nossa dedicação. Vários clubes já oscilaram no campeonato, ficaram mais de cinco jogos sem vencer, com sequências de derrota e troca de treinadores – afirmou e, posteriormente, ressaltou a confiança da equipe para voltar a vencer contra o Fluminense, no próximo domingo, às 16h, no Nilton Santos.

– Temos que ter consciência do que fazemos, não vai ser hoje que a gente vai ser ruim. Vamos dar o nosso máximo. Dedicação total. Estamos trabalhando dobrado e se cobrando lá dentro para que esse resultado positivo venha no domingo – completou.

Por conta dessa sequência negativa, parte da torcida passou a criticar Eduardo Barroca. Na segunda-feira, muros de General Severiano foram pichados com pedidos da saída do treinador. Marcinho afirmou que isto não pode entrar em campo.

– Natural, a torcida vai cobrar, vai exigir os resultados. Temos que trabalhar e buscar os resultados, não tem segredo. A gente não pode se abalar com isso e transformar em motivação para conseguir os resultados positivos – colocou.

Diante do momento ruim do Botafogo, uma felicidade para Marcinho: após o corte de Danilo, o lateral foi convocado por Tite para a Seleção Brasileira. O atleta de 23 anos comentou sobre a convocação.

– Já vinha me preparando há muito tempo, já vinha trabalhando mais do que o normal. Então, graças a ajuda de todos os companheiros, comissão e diretoria, que sempre estiveram ao meu lado, pôde-se concretizar essa convocação. Então foi um momento muito feliz – finalizou.

Fonte: Terra