Com uma sequência de cinco vitórias e um empate, o Botafogo, que lutou muito para fugir da zona de rebaixamento no Campeonato Brasileiro, chega para a última rodada bem tranquilo, tentando terminar a competição no oitavo lugar. Para isso, precisa vencer o Atlético-MG, neste sábado, em Belo Horizonte, e torcer por um tropeço do Cruzeiro contra o Bahia, em Salvador.

O bom momento do time pode ser notado nos pequenos detalhes, como na análise do lateral-direito Marcinho sobre a marcação antecipada do jogo contra o Atlético-MG para sábado. “Mais um ‘diazinho’ de férias. Brincadeiras à parte, são jogos que não têm muito a ver com título, rebaixamento, e sim outro objetivo. Então foi legal a CBF adiantar e dar mais um dia de descanso para a gente”.

Aos 22 anos, Marcinho confia que termina o ano com um saldo positivo. “O balanço é de amadurecimento e crescimento. Foi o meu melhor ano. Percebi meus defeitos, o que tinha de negativo, consegui transformar isso em números. Falo defensivamente, onde vinha sendo muito cobrado, e dar retorno no que sou bom, assistências e parte ofensiva”.

O jogador aposta que o Botafogo, com seu elenco repleto de jovens atletas, possa ter um 2019 melhor. “O time estará mais maduro. Querendo ou não, chegaremos mais preparados no próximo ano”. O time alvinegro está em nono lugar no Brasileirão com 51 pontos, um atrás do Cruzeiro.

Fonte: O Dia Online