É a vez de Marcinho na retrospectiva do LANCE!. Se 2017 foi traumático para a carreira dele, esta temporada, por sua vez, o fez decolar entre os profissionais do Botafogo. Em abril do ano passado, o lateral-direito teve um rompimento do ligamento cruzado do joelho direito detectado, depois de ter somado apenas nove jogos. As suas primeiras chances como titular em 2018 só vieram com a chegada de Alberto Valentim, na Taça Rio. Arnaldo iniciou entre os 11.

Não tardou para Alberto Valentim elogiar o rendimento de Marcinho, que era tido como o “pupilo” do técnico, da mesmo posição em seus tempos de jogador. Terminou a campanha vitoriosa do Campeonato Carioca em bom nível, assim como todo o time titular, inclusive com duas assistências importantes, como para o gol de Luiz Fernando contra o Flamengo, na semifinal da competição estadual.Logo em seguida, valorizado, renovou o vínculo com o Glorioso até o fim de 2020. Aos poucos, com a sequência de partidas de Campeonato Brasileiro e Copa Sul-Americana, ficou evidente a sua deficiência no quesito defensivo. O próprio admitiu que precisava evoluir neste aspecto, mas, ao seu favor, pesou o fato de seguir com o status de garçom em dia.

Marcinho chegou a ser citado por Tite ao longo do ano, o que o valorizou consideravelmente e fez os outros clubes ficarem ciente de sua alta multa rescisória: R$ 50 milhões. Chegou a ser barrado um período, já com Zé Ricardo, que optara por Luís Ricardo, mas retomou a vaga e terminou o ano com viés positivo. Ao todo, participou de 48 dos 62 jogos do Botafogo na temporada, com um gol anotado.

O ANO DE MARCINHO

SOBE – LEMBRANÇA DE TITE
Titular durante boa parte da temporada com a camisa do Botafogo, Marcinho se recuperou bem da grave lesão e chamou a atenção pela eficiência nos apoios em campo. Tite, técnico da Seleção Brasileira, o elogiou em agosto, avisando que estava no radar, e Marcinho admitiu até estar surpreso.

DESCE – PERSEGUIÇÃO
Boa parte da torcida do Botafogo ainda pega no pé do Marcinho por conta da fragilidade do atleta na fase defensiva. O próprio lateral-direito já admitiu que precisa evoluir neste aspecto, que, muitas vezes, faz os torcedores perderem a paciência. Ele deve aprimorar na pré-temporada.

Fonte: Terra