Usamos cookies para anúncios e para melhorar sua experiência. Ao continuar no site você concorda com a Política de Privacidade.

Jogos

Copa do Brasil

14/04/21 às 21:30 - Frasqueirão

Escudo ABC
ABC

X

Escudo Botafogo
BOT

Campeonato Carioca

10/04/21 às 21:05 - Raulino de Oliveira

Escudo Volta Redonda
VRE

2

X

2

Escudo Botafogo
BOT

Campeonato Carioca

04/04/21 às 17:00 - Giulite Coutinho

Escudo Botafogo
BOT

1

X

1

Escudo Portuguesa
POR

Marcinho projeta retorno para julho no Botafogo e almeja ‘ocupar lacuna’ da lateral direita do Brasil

comentários

Compartilhe

Marcinho, do Botafogo, no treino da Seleção Brasileira em Singapura
Lucas Figueiredo/CBF

Com uma lesão no joelho direito, Marcinho não atuou pelo Botafogo em 2020. O lateral-direito segue em tratamento e explicou como está a recuperação nesta sexta-feira ao programa “Donos da Bola”, da Band. Segundo ele, há chance de voltar a jogar em julho.

– Dentro do possível, tenho feito atividades para tentar evoluir o pouco que posso na minha recuperação. Trabalhei hoje um pouco mais cedo, quando dá faço caminhada na praia, três vezes por semana vou à academia do meu fisioterapeuta. Tenho feito o que posso. Faço dez semanas (de tratamento) domingo, devo estar com previsão de mais três meses e meio – afirmou Marcinho.

Fã de Daniel Alves, o lateral do Botafogo conviveu com o craque na Seleção Brasileira, quando foi convocado em 2019. Marcinho se imagina no futuro como o dono da posição.

Confira outros trechos da entrevista:

Seleção Brasileira

– Não tenho palavras até hoje para explicar a convocação, melhor momento de maior reconhecimento do atleta, ainda mais na maior seleção de todas, onde jogaram Garrincha e Pelé.

Virar referência

– Tenho honra de falar que sou lateral, agradeço muito ao Mauricinho (ex-técnico do sub-20 do Botafogo), hoje (auxiliar) do Flamengo, que me mudou de posição. Existe uma lacuna a ser completada, sinto que posso e sou capacitado para ocupar esse espaço. Foi uma honra dividir espaço com Daniel Alves, jogador com mais títulos da história, muita qualidade, com características diferentes das minhas. Aprendi muito com ele. Sinto que daqui a alguns anos posso ocupar essa lacuna.

Quarentena pelo coronavírus

– Muito chato ficar em casa. Sou um cara muito ativo, não gosto de ficar em casa, nesse ócio. Está me ajudando um pouco pela minha lesão, vai me dar uma sobrevida na temporada. Mas é chato, não tem o que ver na televisão, tem que ver filmes e séries. Saudades do futebol.

Botafogo em 2020

– Acredito que vai ser um ano complicado ainda, há questões de salários que continuam. Temos pontos positivos, como chegada do Pedro Raul, Bruno Nazário e Honda. Estamos fortalecidos, mais fortes que ano passado. Paulo Autuori vai agregar muito com a experiência. Acho que estamos mais preparados que em 2019.

Fonte: Redação FogãoNET e Donos da Bola (Band)

Comentários