Vindo de dois resultado positivos, contra Corinthians e Flamengo, o Botafogo vai em busca do terceiro triunfo consecutivo nesta quinta-feira (15). Porém, desta vez o desafio é fora de casa. Enfrenta a Chapecoense, adversária direta na briga contra o descenso. A equipe catarinense é a primeira do Z-4, com 37 pontos, quatro a menos que o Glorioso. O lateral-direito Marcinho, em entrevista coletiva após o treino desta quarta-feira, já em Chapecó, pontuou que o grupo não está eufórico pelas últimas vitórias e que primeiro é preciso se livrar totalmente do risco de queda, para só depois pensar em coisas maiores.

“A gente tem que acabar com essa chance de rebaixamento, livrar logo dessa situação. E o que vier depois, acho que é um prêmio para gente. Mas estamos focados nesses jogos. Como a gente falou, são cinco finais. Então não tem essa de empolgação, nós estamos focados em livrar do rebaixamento, depois pensamos em outras coisas”, declarou.

Em entrevista após a vitória sobre o Flamengo, o técnico Zé Ricardo afirmou que a atuação do Botafogo foi a melhor desde a sua chegada ao clube. Marcinho falou o que pode ser tirado de melhor do que foi apresentado pela equipe no clássico e repetido no duelo com a Chape.

“A efetividade ofensiva que tivemos. Fizemos dois gols logo no primeiro tempo. E também a nossa efetividade defensiva. Soubemos suportar o Flamengo, que é um time que joga muito bem com a bola”, disse.
Atenção

Em relação ao adversário, Marcinho alertou para as bolas aéreas da equipe catarinense. O lateral-direito destacou que a atenção com este tipo de jogada tem que ser redobrada.

“É um time muito alto, então temos que tomar bastante cuidado com isso. Eles jogam bastante com bola longa, cruzamentos na área. Se não me engano, é o segundo time que mais cruza na área no Campeonato Brasileiro. Então, essa é uma atenção que tem que estar redobrada”, concluiu.

Fonte: Esporte 24 Horas