A relação de jogadores revelados nas categorias de base com seus clubes costuma ser diferente e foi isso que Matheus Fernandes mostrou ao participar do Seleção SporTV, nesta quinta-feira.

Autor do gol da classificação contra o Audax Italiano, na Copa Sul-Americana, o volante volta a se firmar no Botafogo após cair de produção ao final da última temporada por conta de uma lesão. A volta do bom desempenho traz também a possibilidade de uma cobiça europeia, mas o jogador não pensa nisso no momento.

– Eu acho que tenho que fazer a minha parte no Botafogo. Se eu tiver a chance de ganhar títulos, buscar isso. Independentemente se vou completar o meu contrato ou não. Eu acho que é o clube que me formou, então eu devo um pouco mais de doação a esse clube – disse Matheus.

Há quatro anos no time, Matheus passou pelas divisões de base, em Marechal Hermes, e vê uma clara evolução recente no trabalho feito pelo Botafogo nas categorias jovens.

– Do tempo que eu estou lá para cá, eu acho que mudou muito o trabalho. A visão que eles têm da base hoje é diferente, o suporte mudou, tem alimentação qualificada, tem condução para levar os atletas para o treinamento.

– Eu por exemplo, morava em Itaboraí para ir para Marechal (Hermes, zona norte do Rio de Janeiro, onde fica a base do clube) e tinha que pegar o trem, acordava cedo, ia dormindo. Hoje tem a condução para levar, melhora a qualidade do trabalho e isso qualifica a gente para chegar no profissional e mostrar o nosso trabalho – concluiu Matheus.

Fonte: Sportv.com